Paulo Henrique Ganso, suas lesões e o Santos

Desde o ano de 2007 até hoje, 9 de maio de 2011, o atleta Paulo Henrique Ganso teve 3 lesões, duas sérias que necessitaram de cirurgias e uma mediana.

É incrível como em pouco mais de 4 anos o atleta conseguiu:
- romper o ligamento do joelho direito (teve de ser operado na ocasião - em 2007)
- romper o ligamento do joelho esquerdo (teve de ser operado - em 2010)
- lesionar o músculo reto adutor da coxa direita (2011)
















Enquanto Neymar, que estreou no profissional do Santos no dia 7 de Março de 2009, e que toma muito mais pancada que o Ganso (e como!), até hoje não sofreu nenhuma intervenção cirúrgica, nem nunca teve uma lesão grave ou mesmo média.

Fatos que nos levam a uma conclusão: o Ganso é mais suscetível a lesões do que qualquer jogador normal.

O médico do Santos, Rodrigo Zogaib, explicou que a atual lesão nada tem a ver com a lesão do ano passado.

O jogador ficará parado pelo período de 6 semanas, ficando apenas disponível para disputar o segundo jogo da final da Taça Libertadores da América.

Até lá, Muricy Ramalho terá 3 opções:

1) Testar promessas da base, como Alan Patrick e Felipe Anderson, para fazerem a mesma função de Ganso, sem alterar a forma do time jogar.

2) Jogar com 3 zagueiros, transformando os laterais Jonathan e Léo em alas e, portanto, atacando mais pelas laterais. No meio ficariam Arouca, Danilo e Adriano, e na frente Zé Eduardo e Neymar.

3) Colocar o Richelly para jogar na ponta direita (que foi inscrito na Libertadores no lugar do machucado Diogo - ainda bem, enquanto Neymar ficaria na ponta esquerda e o Zé Eduardo centralizado, formando um trio de ataque, em um 4-3-3 (o que acho mais improvável, pela característica defensiva dos times de Muricy).

Na minha visão, entendo que o Muricy escolherá a primeira opção, testando os garotos Alan Patrick e Felipe Anderson.

Não esqueçam que esse problema será grave para o Santos, pois a nova formação e o novo jogador que entrará são fatores que deverão ser decididos o quanto antes, pois o Ganso ficará fora por cerca de 42 dias.

Sim, 42 dias. Parece que os jornalistas não sabem fazer conta, e ficam divulgando que o Ganso ficara fora por apenas 30 dias. O médico do Santos afirmou que ele ficará fora por 6 semanas. 6 x 7 = 42.

Sinceramente, vou dar minha opinião sobre o caso Ganso.

Não sei se foi a recuperação da outra lesão ou a vontade de ir para a Europa, mas o fato é que o Ganso não vem jogando 50% do que jogou ano passado pelo Santos.

É fato que a imprensa esportiva, equivocadamente, elege Ganso como atualmente o melhor jogador de futebol do Brasil, o que sabemos ser MENTIRA, pois hoje Neymar joga muito melhor que ele.

É fato também que se trata de um jogador decisivo, que não aparece o jogo todo, mas faz um gol, dá um passe, e se consagra. Como no jogo contra o São Paulo, em que ele não fez nada em campo. Não marcou, não correu, não fez nada. Mas em uma jogada deu um passe perfeito para o gol do Elano, e em outra marcou gol, em jogada iniciada por ele mesmo.

É fato que a torcida do Santos já não vê o jogador com bons olhos, ainda que tente disfarçar.

Por último, deixo aqui minha visão: melhor jogar alguém que mostra vontade, que ame o clube e o que ele representa, querendo vencer a qualquer custo, se entregando em campo, do que jogar alguém com sono, lento e displicente.

Ou seja... no fundo... a lesão do Ganso pode ser o que de melhor aconteceu para o time neste momento.

Mas isso não passa de uma previsão, talvez eu esteja enganado.

Agora resta esperar para ver.

5 comentários :

  1. Respeito sua opinião; TORÇO para que quem entrar (acho que será A. Patrick) faça "o jogo da vida"... mas dizer que essa contusão foi "o que de melhor podia acontecer para o time" é ir LONGE DEMAIS. Pega leve!

    ResponderExcluir
  2. Alex, leia este artigo sobre as chuteiras com trava tipo barbatana. O problema do Ganso pode ser o mesmo que já aconteceu com vários jogadores. O alerta foi dado pelo Mauro Betting na Rádio Band. Pesquisei um pouco e encontrei um artigo sobre o assunto. O que mais me preocupa é que o desconhecimento sobre o assunto é quase rotal. O médico, preparador físico, treinador, etc. deveriam se atualizar. http://jornalocal.com.br/site/esportes/por-precaucao-pontepretanos-deixam-de-lado-a-chuteira-com-%E2%80%9Ctrava-de-barbatana%E2%80%9D/

    ResponderExcluir
  3. Concordo com vc, é melhor mesmo jogar com um jogador menos habilidoso e q ame o time e o respeite tendo vontade de vencer sempre, do que com um jogador q ja deixou claro a sua ingratidão pelo santos e q quer muito ir embora. Ñ desejo mau a ninguem , mas concordo q tem males q vem para o bem, pode ser nesse caso, afinal o ganso tava entrando sem vontade em todos os jogos, com uma lentidão impressionante issso era nitido!Espero q tudo de ceto para meu santos, e q seremos campeãos da libertadores e paulista só nesse primeiro semestre!é isso!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Alex, concordo plenamente com o que você falou, é melhor mesmo para o time ter um jogador que se entregue para o time do que um cara que não está nem ai para o time, prova disso é no final do jogo no méxico sendo que o Santos estava sendo muito pressionado e o bonitão dando calcanhar e expondo o time ao contra ataque, tanto que o Edu saiu do banco e quase entrou em campo para dar uma dura no moleque, porque ele não passe de um moleque mimado e sem respeito algum por todos que sempre estiveram ao seu lado.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo: perfeito o artigo sobre o tema! eu também desconhecia esse assunto. Mas o Ganso está usando esse tipo de chuteiras? É importante observar isso, já que ele já sofreu 2 lesões semelhantes nos joelhos.

    Kátia: realmente, como já disse, não sei se ele ainda sente a lesão anterior ou se ele está mesmo sem vontade de jogar, mas o fato é que seu rendimento caiu muito desde que ele voltou aos gramados.

    Carlos: perfeita sua colocação. Realmente na partida contra o América do México o Ganso não jogou NADA. Não marcou (apesar de em entrevista ter falado que sim), perdeu muitas bolas no meio de campo, ficou fazendo firulas, dando toques de calcanhar, enfeitando, e perdendo a bola seguidamente, fazendo o time inteiro correr por ele. O Edu foi corretíssimo de dar essa dura. O Muricy também xingou hehe.

    ResponderExcluir