Jonathan pode ser vendido





Segundo informou o presidente santista, Luis Álvaro, Jonathan tem uma proposta irrecusável da Inter de Milão e pode deixar o Peixe nos próximos dias:

- Conversei com o jogador na segunda-feira, antes da partida pela Libertadores. Ele me disse que foi sondado, que tinha uma proposta irrecusável do Inter e que tinha vontade de ir. Mas não tratei do assunto porque estávamos no meio de uma decisão.

- Nunca vi um papel do Inter de Milão. Falei ao Jonathan que não trataria da negociação até o fim da Libertadores. Também não tratei ontem e nem vou tratar hoje ou amanhã. Se realmente houver uma proposta e for da vontade dele sair, podemos conversar a partir da próxima semana.

O jornal italiano "La Gazzetta Dello Sport" informou que o jogador teria uma proposta de 5,5 milhões de euros (R$ 12,4 milhões) do Inter de Milão, clube que o vê como substituto de Maicon.

Jonathan chegou ao Santos no início deste ano1, a pedido de Adilson Batista, então técnico do time. O Peixe pagou € 2 milhões ao Cruzeiro (R$ 4,5 milhões) por 50% de seus direitos econômicos, enquanto os outros 50% ficaram nas mãos do clube mineiro.

Em abril deste ano, o atleta obteve passaporte italiano, e declarou na ocasião:

- Dei entrada no pedido há cerca de dois anos. Coincidiu de sair agora. Retirei o passaporte por uma questão de direito apenas. Tinha a possibilidade de solicitá-lo e ele pode facilitar várias coisas no futuro. Porém, no momento não penso em me transferir para o futebol europeu. No ano passado, quando houve a oportunidade, acabei ficando no Brasil e hoje estou muito feliz aqui no Santos. Jogar na Europa é um sonho para todo jogador e, se surgir alguma coisa, mais adiante, sentaremos para conversar. Mas acabei de chegar e não tenho intenção de sair tão cedo – disse o jogador.


Porque são reais as chances de Jonathan ser vendido

Com apenas 20 jogos pelo Peixe e 2 gols, Jonathan desponta como um excelente lateral direito, mas que passa mais tempo no departamento médico do que em campo.

O lateral chegou ao Santos machucado, se recuperou, jogou algumas partidas, e se machucou sucessivamente, sem conseguir embalar uma grande sequência de jogos.

Um primeiro motivo que justificaria a saída de Jonathan são suas lesões. Com apenas 25 anos, o atleta pouco atuou com a camisa do Peixe, permanecendo mais no Departamento Médico que em campo.

Uma segunda razão seria o fato de que Danilo perderia lugar no time após o retorno de Jonathan. No entanto, Danilo está valorizado no momento, por ter marcado o gol na final, e provavelmente não aceitaria ser reserva, ou isso poderia causar certo desconforto, dependendendo do comportamento do jogador. Por isso, a venda do ex-cruzeirense concretizaria a titularidade de Danilo na lateral-direita santista, o que seria um modo de valorizá-lo.

A terceira justificativa para eventual venda de Jonathan é, obviamente, o dinheiro. Mas o Santos lucraria pouco com a negociação, pois o comprou por 2 milhões de euros e a parte que lhe caberia na venda corresponderia a apenas 2 milhões 750 mil euros, com uma margem de lucro pequena.

Ou seja, se Jonathan realmente for vendido por este valor, considerando-se o fato de que é milhões de vezes melhor que Pará e atua melhor na lateral-direita que Danilo, apenas as duas primeiras explicações farão sentido.

Se for vendido por apenas 2,75 milhões de euros, o Santos perderá em qualidade, e muito.

Eu não venderia Jonathan por esse valor.

Apesar das lesões, entendo que vale muito mais no mercado, pois é, hoje, um dos melhores laterais-direitos do Brasil (quando não está machucado).

Além do mais, Danilo ainda tem muito a evoluir, e não é hoje a opção ideal para a lateral-direita  santista.

Torço para que a negociação não se concretize, pelo bem do Peixe.