A única diferença entre Santos e Barcelona

































Ambos os times conquistaram recentemente os torneios continentais mais importantes do mundo: a Copa Libertadores da América, na América do Sul, e a Liga dos Campeões, na Europa.

Para tanto, o Santos venceu o Peñarol, enquanto o Barcelona passou pelo bem armado Manchester United.
O Santos é um celeiro de craques, e aposta muito em sua base, contando atualmente com 6 atletas da base no elenco principal (Rafael, Léo, Adriano, Elano, Paulo Henrique Ganso e Neymar), assim como o Barcelona, que tem hoje 8 atletas da base na equipe principal (Victor Valdes, Puyol, Pique, Sergio Busquets, Iniesta, Xavi, Messi, Pedro Rodríguez).

A única diferença
A grande diferença entre as duas equipes é uma só: a capacidade econômica, a qual, por sua vez, aumenta ou diminui o assédio dos jogadores.
Os atletas do Barcelona, após o título da Champions League, não sofreram nenhum assédio dos clubes estrangeiros, pois sabem que fazem parte de um dos melhores clubes do mundo, recebem salários astronômicos, com multas contratuais altíssimas, e possuem extrema identificação com a cidade e com o clube.
O Santos, ao contrário, seria uma espécie de Barcelona pobre da América do Sul. Jonathan e Alan Patrick, dois bons jogadores, demonstraram o desejo de atuar no futebol europeu e foram vendidos. Danilo e Paulo Henrique Ganso já disseram que desejam atuar em breve no Velho Continente. O motivo? A tão sonhada independência financeira...
Fico triste em saber que o Santos, caso tivesse a mesma condição financeira do Barcelona, poderia jogar o Mundial com Jonathan, Zé Roberto, Diego e Robinho na equipe principal... é lamentável ver os jogadores partindo dessa maneira... só por dinheiro...

A única esperança
Com isso, a única esperança do futebol brasileiro é Neymar (veja, falo futebol brasileiro, não Santos).
O jogador recebe salários que beiram 1 milhão de reais no Santos, é ídolo nacional, amado por todos (e todas), desfilando um futebol moleque, diferente, vibrante, alegre, tipicamente brasileiro.
Neymar não tem motivo para sair do Brasil.
Vários jogadores já foram eleitos melhores do mundo, mas nunca, desde a época de Pelé, atuando no futebol brasileiro.
Neymar não se tornaria apenas o melhor jogador do mundo, mas sim um mito: o melhor jogador do mundo atuando fora da Europa.
Um feito para marcar a história do futebol.
Basta saber se Neymar terá coragem suficiente para fazer o nunca antes feito, para mudar o dito imutável, para se tornar uma lenda da história do futebol.

Um comentário :

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir