Neymar decide fazer história


Nada nem ninguém será capaz de tirar Neymar do Santos, pelo menos até o Mundial.

Fonte: www.santástico.net
O dia 1º de Agosto marcará um novo "fico" de Neymar.

Nesta segunda-feira, o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, enviou uma carta ao Real Madrid rejeitando formalmente as propostas de 45 milhões de euros (para aquisição imediata) e a de 43 milhões de euros (para a aquisição após o Mundial) pela joia da Vila Belmiro.

"Não foi Neymar quem recusou a proposta do Real Madrid, mas sim o Santos Futebol Clube, mas todas as decisões foram tomadas em conjunto com o atleta".

Ou seja, no fundo, o jogador quis mesmo ficar no Peixe, ao menos para a disputa do Mundial.

Contra tudo e contra todos...


Contra o Real Madrid, clube acostumado a ver o Brasil como seu quintal e pensar que dinheiro compra tudo, mesmo sem vencer o Campeonato Espanhol a 3 anos e a Liga dos Campeões a 10 anos...

Contra seu empresário, Wagner Ribeiro, o qual, ao saber do comunicado santista, mais preocupado com sua carreira do que com a do jogador, ao invés de apoiar a decisão do garoto de permanecer no futebol brasileiro, saiu correndo para Madrid para se desculpar com Florentino Pérez pelo fracasso da negociação.

- Vou conversar com eles (Real Madrid) nos próximos dias. Eu preciso passar uma satisfação ao Real. É um grande clube e eu tenho de manter bons contatos com eles, não só pelo Neymar, mas por causa da minha profissão.

Contra a Imprensa Brasileira... defensora ferrenha da saída de Neymar para o futebol Europeu, pois, segundo a grande imprensa esportiva nacional, "lá seria o único lugar onde ele poderia ser eleito o melhor jogador do mundo". Imprensa eivada de visão curta e engessamento intelectual. Podem ter certeza de que, a partir de hoje, muitos jornalistas dos quais bradavam a "necessidade" da ida do jogador para a Europa mudarão de opinião e passarão a defender sua permanência no Brasil.


Eis as últimas declarações envolvendo o caso Neymar:


Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro

- Vai longe o tempo em que os clubes europeus se achavam donos do mundo.

- Nós não temos, absolutamente, nenhum interesse em nos desfazer do Neymar. Estamos mostrando que o Santos não é um mero formador de matéria-prima para o futebol europeu. O Neymar está feliz aqui, tem o sonho de ser campeão do Mundo.
Fonte: www.kigol.com.br

– Nós recusamos as duas possibilidades, para sair agora ou depois. Não temos interesse em vendê-lo. Nem agora e nem mais para frente. Queremos que ele cumpra o contrato dele até o fim e depois que renove com o Santos.

- Conversei com o pai do Neymar (Neymar Silva Santos) e ele me liberou para mostrar ao seu  filho as vantagens de ficar aqui. Posso afirmar que até o final do ano o Neymar não cogita sair. Porém, imagino que ele possa ficar por mais tempo no Santos. Nenhuma proposta nos interessou e não queremos vendê-lo.

- Não foi o Neymar quem disse não. Foi o Santos, que por escrito, formalizou uma resposta sobre uma proposta do Real Madrid, nos propondo a negociação em duas hipóteses: uma entrega imediata ou uma entrega somente em janeiro. Nenhuma das alternativas interessou ao Santos. Com toda educação respondi ao presidente do Real Madrid (Florentino Pérez) que a proposta recebida não interessava.

- O Neymar já deu declarações de que não admitia sair até o fim do ano. O Santos quer o Neymar no Japão (Mundial de Clubes). E ele quer jogar. E a alternativa dele sair no começo do ano que vem também não interessa ao Santos, que pretende ter Neymar na próxima Libertadores e no ano do centenário do clube, ele sendo uma das figuras mais brilhantes das festas de comemorações. E no meio do ano tem as Olimpíadas, e que ele seja finalmente campeão olímpico pelo Brasil, ainda jogando pelo Santos.

- Eu respeito o meu ídolo e o jogador tem o direito de atuar onde ele quiser. Se um dia o Neymar quiser sair, ele vai falar e eu vou tentar demovê-lo da ideia, mas vou respeitá-lo. Além disso, o presidente do Real me garantiu que não vai forçar a barra, pois quer manter relações cordiais com o Santos. O Santos não é um time pequeno que teme a arrogância de quem vem de fora do país.





Wagner Ribeiro

- O que posso dizer é que não quero fechar a porta no Real Madrid. Vou trabalhar nos próximos dias para que isso não aconteça.

- Vou conversar com eles nos próximos dias. Eu preciso passar uma satisfação ao Real. É um grande clube e eu tenho de manter bons contatos com eles, não só pelo Neymar, mas por causa da minha profissão.

Fonte: www.blogdonavarro.com

- A principal questão é que o Real queria o Neymar agora e o jogador não quis ir. Por isso, não houve negócio. O Santos recusou a oferta porque foi o garoto quem não quis pegar o dinheiro e pagar a multa. Ele quer disputar o Mundial pelo Santos. Em janeiro, vamos retomar as conversas.

- As maiores transferências do mercado europeu acontecem na janela do meio do ano. É difícil você ver operações de grande porte na janela de janeiro. Além disso, eles sabem que é complicado um jogador se adaptar ao time, que está no meio da temporada, chegando em janeiro. As equipes já estão formadas.

- Eu sou apenas um agente de futebol. Recebo as propostas que fazem pelo Neymar e apresento à família do jogador. Agora, se o Neymar quer ficar, o pai dele e eu o apoiamos. Não teria motivo para ser diferente. Fico sempre do lado do atleta e quem decide o que é melhor para ele é o próprio Neymar em conjunto com a sua família.



Pelé
Fonte: www.santosfc.com.br
- É muito difícil segurá-lo aqui. Santos é o meu time e ele começou lá conosco. Eu torço para que ele fique lá até mais ou menos a Copa do Mundo de 2014, mas vai ser um pouco difícil segurá-lo.

Pô Pelé! Até você não acredita? Parece ter esquecido o fato de, mesmo sendo o melhor jogador de futebol de todos os tempos, nunca ter saído do Brasil.



Em 1969, Santos recusou 2 bilhões de cruzeiros por Pelé 

(texto do jornalista Odir Cunha)

Plantar notícias de que os craques do Santos serão contratados por seus rivais, como já vimos em posts anteriores deste blog, é coisa velha.
Em 1969 boa parte dos veículos de comunicação do país noticiaram que Pelé iria para o Flamengo em troca de dois bilhões de cruzeiros.
Especulava-se que o clube carioca tivesse obtido apoio do Governo Militar – interessado usar o futebol para seduzir as massas – para conseguir a verba. O certo é que testemunhas comprovam que havia mesmo este valor disponível para a maior contratação da história do futebol.
Era tanto dinheiro, que muitos jornalistas já davam a negociação como certa. Como o Santos poderia recusar tanto dinheiro?
Foi preciso que Athié Jorge Cury, presidente do Alvinegro Praiano, desse uma entrevista – curta e grossa – sobre o assunto.
Reveja, neste filme histórico da antiga TV Tupi, o grande presidente santista respondendo às especulações da imprensa esportiva da época:

2 comentários :

  1. Parabens Alex, teu blog é muito bom.Não tenho tido tempo para comentar cada post, mas assim que tiver sempre deixarei alguma opnião. Acho que falta um pouco mais de divulgação, pois sobra qualidade
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Agradeço! Não precisa comentar em cada post, fico feliz com apenas a leitura dos mesmos, quando possível, mas gosto de responder os comentários, e respondo a todos. Um abraço!

    ResponderExcluir