Avaí 1 x 2 Santos

O Peixe vence mais uma de virada, ganha três posições, e volta a sonhar com o título.

Fonte: blog do Ademir Quintino






















Hoje, fazer análises individuais seria loucura, tendo em vista a péssima condição do gramado, totalmente encharcado.

Por isso, escreverei em dez pontos algumas observações sobre o jogo de ontem:

1 - Felipe Anderson entrou e decidiu. Com um belo passe para o gol do matador Borges, e com um chute certeiro de esquerda, decretando a vitoria santista, o jovem de apenas 18 anos mostra que merece mais espaço na equipe, ainda mais com a ausencia de P.H. Ganso, a qual pode durar de 15 a 60 dias, de acordo com o médico do Santos, Rodrigo Zogaib.

Muricy errou ao criticar abertamente na imprensa o jovem meia. Disse ontem Muricy:

- Ele tem velocidade e bom chute, mas é muito desligado, veio com muitos "defeitos de fábrica", precisa corrigir. Ele não entra na área nem que lhe paguem qualquer coisa, isso é um grande defeito. Hoje entrou e fez o gol. Acho que o técnico la embaixo (da base) não ensinou a ele que tem de entrar na área.

- Não adianta apenas falarem que ele joga bem, tem que jogar bem. Usar a velocidade no futebol e se impor. Em time grande tem que ter o lado psicológico forte, mas vou trabalhar isso para deixar mais forte, porque ele tem fundamentos muito bons.

Este não era o momento de criticar o jogador, mas sim de o elogiar, colocar a moral dele pra cima no momento em que ele foi quem decidiu, com um gol e uma assistência. As criticas Muricy poderia ter guardado para serem conversadas internamente. Agiu mal Muricy.

2 - Edu Dracena não tem culpa nenhuma do pênalti mal assinalado pelo juiz. O jogador do Avaí realmente se atirou no chão, na cara dura. Portanto, qualquer crítica a Dracena por esse lance em especifico não terá validade alguma.

3 - Curiosamente, esse foi o segundo pênalti em 2 jogos em que Rafael acerta o canto mas a bola passa por baixo dele. Talvez fosse o caso do goleiro saltar mais próximo ao gramado, e não tao alto.

4 - Destaque para Muricy Ramalho, que teve a coragem de deixar o time com apenas dois volantes (Henrique e Elano) e partir para cima com mais um meia, ao colocar Felipe Anderson no lugar de Adriano. Fez bem ainda em optar pela entrada de mais um zagueiro (Bruno Aguiar), para segurar o jogo no final, alem da curtíssima estreia de Éder Lima. O treinador queria muito a vitória, e conseguiu.

5 - Elano, retornando de uma contusão, não jogou absolutamente nada. Só  percebi que estava em campo quando faltavam 15 minutos para terminar a partida.

6 - Bruno Rodrigo é  muito, mas muito ruim. Ontem, mesmo descontando o estado do gramado, cometeu erros de passe infantis, tentou lançamentos totalmente errados e perde todas as corridas para os atacantes adversários. Justiça seja feita, é bom apenas de cabeça. Pena que futebol se jogue com os pés. Está mais do que na hora de Muricy dar uma oportunidade para Bruno Aguiar, como reserva imediato da zaga santista titular.

7 - Neymar, coitado, jogou segunda-feira pela Seleção Brasileira e em menos de 48h estava em campo novamente.

8 - Em 2011, sempre que o Santos começa vencendo, o jogo termina empatado ou com a vitoria da equipe adversaria. Agora, quando o Peixe leva o primeiro gol, corre atras do empate/virada e o/a consegue.

9 - Neymar foi o jogador que mais acertou passes na partida, 7 no total, enquanto Henrique, Elano e Adriano foram os mais faltosos, cometendo 3 infrações cada, não tendo sido marcado nenhum impedimento em desfavor do Santos, como vem ocorrendo nos últimos jogos. Neymar, Borges e Alan Kardec totalizaram 3 finalizações cada, enquanto Rafael apenas assistia a partida, sem realizar nenhuma defesa difícil.

10 - Estatísticas e ficha técnica do jogo logo abaixo:


faltascometidas
  • 27
  • 17
passeserrados
  • 38
  • 31
finalizações | 5 - 15
assistênciasrealizadas
  • 0
  • 1
defesasdifíceis
  • 3
  • 0
gols da partida | 1 - 2
escanteiosmarcados
  • 0
  • 0
impedimentosmarcados
  • 4
  • 0
roubadasde bola
18
7



    FICHA TÉCNICA 

    AVAÍ 1 X 2 SANTOS
    Local: Estadio Ressacada, em Florianópolis (SC) 

    Data: 7 de setembro de 2011, quarta-feira
    Horário: 16 horas (horário de Brasília) ArbitroGutemberg de Paula Fonseca (Fifa-RJ) Assistentes: Ediney Guerreiro Mascarenhas e Jackson L. Massarra dos Santos (ambos do RJ) Cartões amarelos: Lincoln, Róbson, Willian e Romano (Avaí); Elano, Danilo, Adriano, Bruno Rodrigo e Edu Dracena (Santos)
    Gols: AVAÍ: Willian, de pênalti, aos 33 minutos do primeiro tempo
    SANTOS: Borges, aos 25 e Felipe Anderson, aos 31 minutos do segundo tempo
    AVAÍ: Rafael Santos; Arlan, Gustavo Bastos, Dirceu e Romano; Batista (Rafael Coelho), Bruno, Pedro Ken (Leandrinho) e Lincoln; Róbson (Cleverson) e Willian

    Técnico: Toninho Cecílio
    SANTOS: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Léo; Adriano (Felipe Anderson), Henrique (Bruno Aguiar) e Elano (Éder Lima); Neymar, Alan Kardec e Borges

    Técnico: Muricy Ramalho


    2 comentários :

    1. nesse jogo o ganso seria um a menos, pois está em má fase e prejudicaria em muito o seu futebol.

      ResponderExcluir
    2. Mas ironicamente o Ganso precisaria jogar mais para pegar ritmo de jogo... mesmo sem render o esperado. Considero como positiva a ausencia de Elano, com a consequente entrada de Felipe Anderson.

      ResponderExcluir