Muricy e as categorias de base


Sete.

Esse é o número de jogadores santistas que ficarão de fora da partida contra o Cruzeiro, neste sábado.

Dentre os sete, somam-se suspensos e lesionados.

Adriano e Danilo formam o grupo dos suspensos.

P.H. Ganso, Elano, Ibson, Arouca e Pará integram o dos lesionados.

E, diante de tais lesões, Muricy volta a afirmar que o elenco do Santos é reduzido, pressionando a diretoria por novos reforços.

- Quando eu falo que o nosso plantel é pequeno dizem que estou exagerando. É exagero? Não sei quem escalo sábado num jogo duríssimo contra o Cruzeiro.

Sim, senhor Muricy, é exagero.

Conforme afirmei em outro post, o problema do elenco santista não é a quantidade, mas sim a qualidade dos jogadores.

Hoje começo a pensar seriamente que Muricy não considera os atletas da base e os inexperientes como parte do elenco, excluindo-se, claro, jogadores consagrados como Rafael, P.H. Ganso e Neymar.

Vejamos.

No atual elenco santista contam-se 29 jogadores, dos quais 11 são provenientes das categorias de base.

Dos três goleiros, dois vieram da base (Rafael e Vladimir).

Dos seis laterais, dois se originaram na base (Crystian).

Dos cinco zagueiros, apenas um se formou na base (Vinicius Simon).

Dos cinco volantes, dois provêm da base (Adriano e Anderson Carvalho).

Dos quatro meias, dois formaram-se na base (P.H. Ganso e Felipe Anderson).

Dos seis atacantes, três são da base (Neymar, Thiago Alves e Renan Mota).

Parece ter ficado claro que Muricy não considera Vinicius Simon, Crystian, Anderson Carvalho, Felipe Anderson, Thiago Alves e Renan Mota como verdadeiramente integrantes do elenco do Santos.

Para ele, tratam-se apenas de jogadores jovens que precisam de muitas correções antes de se firmarem no futebol profissional.

Na visão do Santos, não há carência de posições em um elenco com três goleiros, cinco zagueiros, seis laterais, cinco volantes, quatro meias e seis atacantes.

Na visão de Muricy, haveria carência de posições no elenco santista, pois, excluindo-se os jogadores da base e os inexperientes, o elenco estaria composto por apenas 20 jogadores, e não os 29 acima citados, sendo três goleiros, quatro zagueiros, três laterais, três volantes, três meias e quatro atacantes.

Os nove excluídos do elenco, na cabeça do treinador, seriam Vinicius Simon, Crystian, Éder Lima, Leandro Silva, Anderson Carvalho, Rodrigo Possebon, Felipe Anderson, Thiago Alves e Renan Mota.

O técnico santista gosta de trabalhar com elencos e jogadores prontos.

Tanto o Sao Paulo como o Fluminense tinham, sob seu comando, jogadores experientes e rodados, e dificilmente eram dadas oportunidades aos atletas jovens, da base.

O mesmo ocorre hoje com o Santos.

Ainda que vá contra a politica do clube, de investir na base e formar novos talentos, tais como os da geração de 2002 (Alex, Renato, Diego e Robinho) e os da atual (Rafael, Wesley, Adriano, P.H. Ganso, Neymar e André).

Sorte da torcida que, por conta dos oito desfalques, Muricy será obrigado a utilizar pelo menos 2 atletas da base como titulares, podendo tal numero chegar a 3 dependendo de quem for escolhido para a função de volante.

Crystian devera entrar na lateral direita, substituindo Pará e Danilo.

Anderson Carvalho (ou talvez Rodrigo Possebon) deve entrar no lugar de Adriano e Henrique.

Felipe Anderson, por fim, deve ocupar a função de P.H. Ganso.

Será uma ótima oportunidade para avaliar o real valor desses jogadores.

Tanto para a torcida quanto para o treinador.

4 comentários :

  1. Se a "bruxa" continuar solta, Muricy vai ter que levar esse time com a ajuda da base, quer queira ou não; mas Léo e Elano não foram formados na base, como você escreveu. Léo saiu do União S. João, esquentou banco no Palmeiras do então técnico Felipão; e Elano veio do Guarani. Agora, outro que eu torço para que emplaque é Tiago Alves, paraense como Paulo Henrique e G10vanni, só que ele tem que ter mais chances. Quando entrou, ficou jogado nas pontas, mas acho que deve render melhor na posição de seu conterrâneo. Adilson Batista quase queimou Felipe Anderson, dizendo (gritando, quero dizer) da beira do campo: "Deixa de frescura!". Lembram?

    ResponderExcluir
  2. Ja corrigi a informação no post, grato! E Muricy foi bastante cauteloso com o Felipe Anderson, colocando-o para jogar aos poucos... sem gritaria ou escândalo...

    ResponderExcluir
  3. Da foto acima, uma das minhas apostas que já comentei inclusive no seu blog, é o do meio, o Elivelton, que conheço desde os 8 anos aqui em Santo André. É um garoto de muito futebol e acima de tudo de muita raça; vamos aguardar que ele vai nos surprender no meio do campo santista. No caso do Tiago Alvez, ele só têm um defeito muito grave, é muuuuuuuuuuuiiiiiiito fominha, não gosta de passar muito a bola e de onde estiver, chuta para o gol e inclusive já fêz um gol bem cagado, pelo Santos, chutando uma bola da linha de fundo, sem angulo, para o gol e a bola acabou entrando por falha do goleiro; mas quando ele corrigir este defeito e descobrir que os esportes coletivos se sobressaem pelo conjunto, aí então ele vai ser muito util para o Santos.

    ResponderExcluir
  4. Lembro desse gol, pela ponta esquerda! Ele realmente tem potencial para ser muito útil ao ataque santista, basta que aprenda a passar mais a bola.

    ResponderExcluir