Ney Franco não!

Ney Franco Santos














Histórico

O mineiro Ney Franco, formado em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa, pode em breve ser anunciado novo treinador do Santos Futebol Clube.

O técnico iniciou sua carreira nas divisões de base do Atlético Mineiro, passando em seguida 11 anos na base do Cruzeiro antes de se tornar treinador profissional do Ipatinga.

Com o pequeno clube mineiro, Ney colecionou grandes sucessos, levando o time à conquista de um campeonato mineiro e a uma semifinal da Copa do Brasil.

Prestigiado, foi chamado para dirigir o Flamengo, onde conquistaria uma Copa do Brasil e um Campeoanto Carioca.

Em seguida, seguiu para o Atlético Paranaense, levando a equipe ao vice-campeonato paranaense.

Logo depois, rumou para o Botafogo, onde conquistou uma Taça Guanabara., sendo demitido em razão da péssima campanha no Campeonato Brasileiro.

Contratado pelo Coritiba para ajudar o clube a fugir do rebaixamento, não obteve êxito. O clube foi rebaixado. No entanto, no ano seguinte seguiu à frente do comando do clube, levando-o de volta à primeira divisão do Brasileiro. Com o Coxa venceu também um campeonato paranaense.

Com a boa campanha no Coritiba, foi contratado como técnico da Seleção Brasileira Sub-20, onde comandou Neymar, Lucas e Oscar para a conquista do Mundial sub-20 e Sul-Americano sub-20.

Novamente prestigiado, foi contratado pelo São Paulo, clube com o qual conquistou em 2012 a Copa Sul-Americana, sendo demitido em julho de 2013, após a perda da Recopa para o Corinthians.


Críticas

No São Paulo viveu graves crises de comando. Perdeu o vestiário. Foi amplamente acusado pelos jogadores do São Paulo de falta de liderança, o que realmente parece ser verdade.

Não conseguiu armar um time de futebol vistoso, ofensivo.

Em 2012 viveu debaixo dos brilhos individuais de Lucas e Jadson.

Não soube montar uma equipe com forte jogo coletivo.

Também não acho que seja totalmente verdade o que dizem sobre ele: que sabe trabalhar com a base.

Realmente o treinador ganhou campeonatos importantes de base com a Seleção Brasileira. No entanto, todos sabem que trabalhar em uma Seleção, apenas escolhendo os melhores e trabalhando com eles por pouco tempo, é totalmente diferente de trabalhar com meninos em um clube (o que não fez no São Paulo).

Amigos são-paulinos também me alertaram que Ney Franco substitui mal, e muito mal.

Em confrontos do São Paulo de Ney Franco contra o Santos, o time da capital perdeu uma e empatou outra.

Claudinei Oliveira
Fonte: divulgação Santos FC/Ricardo Saibun
No entanto, vale a pena destacar que, quando Ney Franco saiu do São Paulo, o time estava na 6ª colocação do Brasileiro. Hoje amarga a 18ª posição.

Por todo o exposto, afirmo tranquilamente que o Santos não deve apostar em um técnico desprestigiado, sem comando, comum.

Melhor é manter Claudinei Oliveira.

E, se o desejo for REALMENTE revolucionar o futebol, tragam de uma vez Marcelo Bielsa!