Novo amistoso?

Santos, Messi e Barcelona

















Olhe bem para a imagem e responda.

Podemos cogitar um novo amistoso com o Barcelona em 2013?

"Muito difícil", respondeu recentemente o vice-presidente Odílio Rodrigues.

Caso o jogo não ocorra por dificuldade do Santos em conseguir datas e liberação da CBF, o clube teria direito ao recebimento de multa de 4,5 milhões de euros (R$ 13,68 milhões) por parte do Barcelona.

Caso ocorra, o Santos deve lucrar um valor superior à multa, considerando renda integral, patrocínios pontuais e direitos de televisão (em termos comparativos, o Atlético Mineiro na final da Libertadores conseguiu renda de R$ 14 milhões, com um público de 56.557 pagantes; imaginem o quanto não renderia ao Peixe jogar contra o Barcelona no Maracanã lotado - 80 mil pessoas).

É importante observarmos que tanto o valor da multa quanto o de eventual amistoso contra o Barça é pouco menor ao valor do patrocínio master do Santos em 2012 (R$ 20 milhões), quantia que o clube não conseguiu em 2013.

Há ainda quem afirme que, se o amistoso não ocorrer por exclusiva vontade do Santos, sem justificativa de força maior, o clube perderá o direito ao pagamento da multa.

Difícil comentar algo sem o contrato em mãos. Seria interessante saber, em posse do contrato, quais as condições estabelecidas para eventual pagamento da multa.

Pelas informações disponíveis, o melhor, no momento, é tentar receber a multa do Barcelona.

Esse dinheiro substituiria o valor perdido sem o patrocínio máster, trazendo renovada saúde financeira para o clube, servindo para o pagamento de salários e investimento em contratações.

A realização do amistoso seria excelente em termos financeiros, mas é totalmente inadequada para o momento atual do time, em plena reformulação.

Aguardemos os novos capítulos dessa novela.