Athletic Bilbao: um exemplo a ser seguido

Athletic Bilbao Uefa 2012

O time acima é o Athletic Bilbao, conhecido no Brasil como Atlético de Bilbao.

Um time de médio porte da Espanha, de 115 anos de história, localizado no país Basco.

O Athletic é o símbolo emblemático da identidade basca, uma vez que apenas admite em seu time atletas nascidos no País Basco, em Navarra ou Iparralde, ou desenvolvidos nessas regiões.

O país Basco, Navarra e Iparralde, juntos, comportam cerca de 3 milhões de habitantes.

Isto é, o Athletic monta seu time apenas com essa população disponível, o que por si já é algo incrível.

Mais incrível ainda é o fato do Athletic ser o único time espanhol, ao lado de Barcelona e Real Madrid, a nunca ter caído para a segunda divisão espanhola.

O Athletic proporcionou em 2012, após perder a final da Uefa Europa League para o Atlético de Madrid, uma cena emocionante, que eu nunca antes havia presenciado no futebol: terminada a partida, todos os jogadores do time basco desabaram no chão, em um choro coletivo e contínuo. Nunca na história do futebol jogadores choraram tanto uma derrota.

Tudo bem, mas o que esse time tem a ver com o Santos?

Há 2 dias o Athletic recusou uma proposta de € 30 milhões do Manchester United por seu principal jogador, Ander Herrera.

E o que mais me chamou a atenção foi a postura do clube basco, que pode ser traduzida pelas palavras usadas por seu presidente, Josu Urrutia, ao rejeitar a oferta:

- Nós recebemos a proposta na noite passada (quinta-feira) e dissemos que não negociamos nossos jogadores. Para um atleta sair, ele precisa primeiro mostrar que quer deixar o clube e, então, depositar o valor da multa rescisória (€ 36 milhões).

- Nosso clube é diferente. Ele se baseia no sentimento. Nossa meta não é ganhar dinheiro. Nós consideramos o Athletic um clube único, e os jogadores também precisam pensar assim.

Essa digníssima postura já havia sido adotada pelo Athletic na negociação do mediano volante Javi Martínez, que saiu caro para o Bayern de Munique (€ 40 milhões - valor da cláusula rescisória).

O Santos pode e deve adotar a mesma postura.

Sendo o Santos um clube único, a meta nunca pode ser ganhar dinheiro, mas sim formar grandes times para buscar grandes conquistas.

O Santos também deveria adotar a postura de que não negocia seus melhores jogadores.

Com isso, para um atleta sair, teria primeiro que mostrar que deseja deixar o clube, para então esperar algum clube que pague sua multa rescisória.

Foi mais ou menos desse modo que o Santos agiu na venda de Paulo Henrique Ganso para o São Paulo.

Inicialmente, afirmou que não era um jogador negociável. Depois, após Ganso expressar internamente  o desejo de sair (não externamente, como exige o Athletic - e como deve ser), a diretoria o vendeu pelo valor da multa rescisória.

Jogadores ruins podem ser vendidos por valores baixos, pois interessa que o clube não os mantenha.

Mas quanto aos bons jogadores, será um grande passo se a diretoria, daqui para frente, começasse a adotar a mesma postura do time basco.

Exemplos bons precisam ser seguidos.

5 comentários :

  1. MEU TIME DE CORAÇÃO É ATHLETIC , POR ESSES E OUTROS MOTIVOS , ATHLETIC É MINHA VIDA , WILLIAM VASQUES , DA CIDADE DE SOROCABA SP BRASIL .

    ResponderExcluir
  2. O Bilbao trouxe um grande exemplo de POSTURA para o Peixe! Abraço William

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. O Athletic e um time grande na Espanha Alex, na Europa vamos classifica-lo como médio mais e que na verdade esse sim e um time movido a amor a paixão o jogadores do Bilbão jogam a amor a camisa isso e o mais bonito..

    ResponderExcluir