Atlético/PR 2 x 1 Santos - aposenta guerreiro!

Léo contra Atlético/PR
Análise coletiva

O Santos ontem, como time, não funcionou.

Os desfalques de Mena e Montillo foram decisivos para o resultado.

Na defesa, Léo foi o responsável por falhar nos 2 lances que originaram os gols atleticanos.

O meio de campo estava completamente perdido, com 4 volantes, sem saber se jogava, se marcava e onde jogava.

Claudinei apostou em Alan Santos como meia armador. Errou.

A única boa notícia é Thiago Ribeiro, cujo desempenho vem melhorando a cada jogo.

Ontem, foi o responsável pela roubada de bola que culminou no gol santista, marcado por Emerson Palmieri, o zagueiro que provou ser a melhor opção para a lateral-esquerda na ausência de Mena.

Análise tática Santos x Atlético/PR

















Análise individual

Aranha: fez uma ótima partida. Não teve culpa no primeiro gol, defendeu 2 bolas antes do segundo gol, e fez boas defesas ao longo da partida.

Edu Dracena: um pouco acima de Durval, contribuiu para a pane da zaga no segundo gol.

Durval: falhou no primeiro gol, e contribuiu para a falha geral no segundo gol.

Léo. Está na hora de Léo encerrar a carreira. Ir para o meio-de-campo é só uma desculpa de quem não aceitava perder a posição de titular na lateral-esquerda. Ontem, falhou nos 2 gols. No primeiro, erra o bote, deixando o atacante livre para chutar uma bomba em cima de Aranha (com falha também de Durval). No segundo gol, dá um passe errado para Leandrinho, que faz a falta que originaria o gol do Atlético/PR. Obrigado por tudo Léo, mas é hora de parar.

Cicinho. Não rendeu o mesmo que jogou contra o Fluminense.

Alison. Excelente cão-de-guarda, sempre auxiliando a defesa com várias roubadas de bola. No entanto, precisa tomar cuidado com o excesso de faltas, cartões e eventuais expulsões.

Cícero. O melhor do meio campo santista, simplesmente não sente o peso de nenhum jogo. É regular, técnico e aguerrido.
Thiago Ribeiro
Leandrinho. Perdido em campo, novamente não rendeu o esperado.

Alan Santos. Fora de sua função original, sumiu no jogo.

Thiago Ribeiro. Apareceu como um foguete para roubar a bola na lateral que culminaria no gol de Emerson. Além disso, chutou uma bola na trave e foi o mais ativo do ataque santista.

Everton Costa. Ajuda na marcação, é voluntarioso, esforçado, mas não tem futebol para vestir a 11 de Neymar.


Emerson Palmieri. O lateral esquerdo mostrou por que merece a titularidade enquanto Mena estiver fora. Logo depois de entrar, fez grande jogada pelo lado esquerdo e marcou o único gol santista na partida.

Pedro Castro. Se atrapalhou com a bola e pouco acrescentou.

Giva. Oportunista, estava dentro da pequena área para garantir o primeiro gol santista. Melhor que Everton Costa.


Alison contra Atlético/PRNotas


Aranha. 6,5
Edu Dracena. 5
Durval. 3
Léo. 0
Cicinho. 3,5
Alison. 5,5
Cícero. 6,5
Leandrinho. 3
Alan Santos. 3
Thiago Ribeiro. 6,5
Everton Costa. 3,5

Emerson Palmieri. 7
Pedro Castro. 5

Giva. 5,5