Flamengo 2 x 1 Santos - vitória do cansaço





















A derrota de ontem pode ser definida em uma única palavra: cansaço.

Assim como venceu o fraco time do Fluminense no Maracanã, poderia ter feito o mesmo ontem contra o também fraco time do Flamengo.

Mas viajar do Rio Grande do Sul ao Rio de Janeiro para entrar em campo em menos de 48 horas é como Claudinei falou, desumano (conforme eu já havia alertado no aquecimento para o jogo).

O time inteiro estava visivelmente exausto: mal andava em campo.

Ainda assim, o empate quase aconteceu nos pés de Thiago Ribeiro, após belo lançamento de William José.

Everton Costa é ruim demais, mas brigou até sofrer um pênalti, bem batido por Cícero.

Alison e Gustavo Henrique falharam no primeiro gol santista. O primeiro ao errar um passe fácil próximo à grande área santista, e o segundo ao deixar um buraco às suas costas, onde apareceu Léo Moura livre para marcar o primeiro gol rubro-negro.

Durval falhou no segundo gol do Flamengo, ao perder bola dominada no meio de campo, assim como Cicinho, que não teve visão de jogo para fazer uma linha de impedimento (o que poderia ter evitado o primeiro gol).

Claudinei precisa consertar urgentemente a linha de impedimento santista. O Santos joga com uma linha muito avançada, o que permite atacantes saírem cara-a-cara com Aranha, após um bom lançamento (como ocorreu com Leandro Damião, no sul, e com Hernane, ontem).

Importante observar que os dois gols ontem saíram em falhas da defesa santista, e não em jogadas bem construídas pelo adversário. A corrigir.

De positivo fica apenas a grande atuação de Gustavo Henrique (apesar da falha), que por ironia deverá voltar para a reserva no próximo jogo.

>>>>>>> Acompanhe o blog também pelo FACEBOOK e TWITTER! <<<<<<<