Aquecimento: Santos x Náutico

Análise tática Santos x Náutico
clique na imagem para ampliá-la


Análise tática. O Santos provavelmente não mudará de esquema até o final do ano: 4-3-1-2, com 3 volantes que marcam e se revezam na subida ao ataque, dois laterais que sobem alternadamente, um meia armador e dois pontas (ou um deles mais centralizado, como William José).

Análise técnica. O time do Santos é astronomicamente melhor que o do Náutico.

Santos
Náutico
Aranha
Gideão
Edu Dracena
Leandro Amaro
Gustavo Henrique
Luiz Eduardo
Cicinho
Maranhão
Eugenio Mena
João Filipe
Alison
Elicarlos
Leandrinho
Martinez
Cícero
Diego Morales
Montillo
Tiago Real
Giva
Maikon Leite
Willian José
Rogério


Análise física. Ambos os times vem de jogos no final de semana, ambos também em casa. Pela viagem, o time do Náutico vem para o jogo mais desgastado. No geral, fisicamente os dois times se equilibram.

Análise emocional. O Santos vem com moral para o jogo, após a vitória no último domingo contra o Criciúma, na Vila Belmiro. A motivação aumenta pelo fato de jogar em casa contra o último colocado, e tendo a possibilidade de ser o único clube a pontuar na rodada atrasada, chegando ao 5º lugar do Brasileiro. O Náutico, por outro lado, vem de um bom empate em 0 x 0 em casa contra o Flamengo. Um ótimo resultado para um time totalmente arrasado e virtualmente rebaixado.

Desfalques. Arouca, Thiago Ribeiro (suspensos) e Alan Santos (lesionado).

Pendurados. Aranha, Durval, Montillo, Neílton e Galhardo.

Vai brilhar. Com 2 gols nos últimos 2 jogos, Willian José é a grande esperança de gols do torcedor santista para esta quarta-feira, contra a 2ª pior defesa do campeonato. Vai brilhar.

William José
foto: divulgação Santos FC/Ricardo Saiubn
















Pode surpreender. Cícero vem se destacando nos últimos jogos do Santos, com gols, lançamentos e belas assistências. Hoje, contra o esfacelado Náutico, pode surpreender.

Está devendo. Depois de voltar de lesão, Montillo ainda não adquiriu sua forma física ideal, e vem jogando abaixo do que pode. Está devendo.

Olho nele! O goleiro Gideão vem se destacando nos últimos jogos do time pernambucano, tendo garantido o empate por 0 x 0 contra o Flamengo no último jogo.

Ataque x Defesa. O Peixe é apenas o 12º melhor ataque da competição, com 27 gols, e 3ª melhor defesa, levando apenas 21 gols. O pobre Náutico é o pior ataque (10 gols) e 2ª pior defesa (39 gols sofridos), perdendo apenas para o Vasco! (40 gols sofridos)

Retrospecto. Jogando na Vila, o Santos venceu 5 jogos, empatou outros 5 e perdeu apenas 1. O Náutico, coitado, venceu apenas 2 partidas em toda a competição, uma em casa (3 x 0 contra o Internacional) e outra fora (1 x 0 contra o Flamengo), empatou 4 (três fora de casa) e perdeu nada menos que 16 partidas (das 22 disputadas). O Náutico não vence há 13 rodadas.
Claudinei Oliveira
fonte: divulgação Santos FC/Ricardo Saibun

Palavra do treinador. “Os números do Náutico não são bons. Mas tem a estreia do Martelotte. Eles não vão ter medo de arriscar. Se perderem mais um jogo fora de casa, não vai ser uma pressão tão grande. Mesmo assim, respeito total ao Náutico. Dentro de campo, serão 11 profissionais contra 11.”

Dúvida pertinente. Qual estrela brilhará mais, a de Claudinei Oliveira ou a de Marcelo Martelotte?

Comente!