Carta aberta a Neílton e Victor Andrade

Neílton e Victor Andrade
foto: divulgação Santos FC/Ricardo Saibun











Diz um provérbio chinês:

"Um momento de paciência pode evitar um grande desastre; um momento de impaciência pode arruinar toda uma vida".

Neílton e Victor, reflitam sobre esse provérbio.

Seus futuros hoje dependem dele.

Ouçam também o pequeno conselho deste santista, dono deste humilde blog, que já presenciou histórias como a que vocês estão vivendo.

Vocês são moleques bons de bola.

Com o futebol, poderão dar a suas famílias e à torcida santista alegrias imensuráveis.

Com o futebol, poderão ter as mais belas mulheres.

Com o futebol, poderão conquistar títulos e se eternizar na rica história do Santos Futebol Clube.

Com o futebol, poderão jogar uma Copa do Mundo honrando a camisa da Seleção Brasileira.

Com o futebol, poderão viver o sonho de milhões de meninos que sonharam estar em seus lugares.

Honrando sua história, o Santos Futebol Clube lhes dá essa chance, oferecendo-lhes bons contratos e salários razoáveis, o suficiente para começarem uma bela carreira e marcarem seus nomes no clube.

Neílton, R$ 30 mil por mês é pouco para a realidade brasileira? Quantos meninos da sua idade gostariam de ganhar esse valor a cada 30 dias?

Se você despontar para o futebol, a diretoria certamente sentará novamente para conversar, e reformulará seu contrato da forma como merece!

Ou será que tem medo de não vingar e depois continuar com um salário baixo?

Confie em seu potencial! Eu acredito, o torcedor santista acredita!

Aliás, caso a diretoria aumentasse seu salário acima do padrão para jovens revelações, como ficaria seu relacionamento com os outros companheiros de time que recentemente renovaram o contrato pelo mesmo valor que você não aceitou? (Gabriel Gasparotto, Gustavo Henrique, Jubal, Alison, Alan Santos, Lucas Otávio, Léo Cittadini, Pedro Castro, Gabriel...)

Victor, realmente não entendi essa decisão do seu pai, de vetar sua ida à excursão pela Ásia com o time sub-23.

Você é apenas um garoto! Tem apenas 18 anos! Deve continuar integrando o elenco do time sub-23, para evoluir, pegar experiência, para só depois construir uma carreira consistente no profissional.

Para ambos, tudo tem seu tempo.

Tempo que a diretoria está disposta a oferecer.

Para serem felizes, basta aceitá-lo.

Sigam no Santos, renovem seus contratos, obedeçam as regras do clube, joguem bola com tranquilidade, ousadia e alegria, e sigam os passos de seu maior exemplo no clube: Neymar (ao final, de preferência, continuando a carreira no clube).

Não acreditam no que vos falo? Conheçam as experiências de Jean Carlos Chera e Alemão, duas grandes promessas da base santista que por ganância afundaram suas carreiras, e hoje vagam sem rumo por times pequenos do futebol brasileiro.

Jogadores são passageiros, o clube é eterno.

Sejam pacientes, vocês terão seu tempo, vocês irão brilhar.

E lembrem sempre...

"Um momento de paciência pode evitar um grande desastre..."