Despedidas e dispensas no Santos para 2014

















5 jogadores deverão ser dispensados pelo Santos ao final do ano.

São eles: Durval, Léo, Marcos Assunção, Renato Abreu e Everton Costa.

Todos com contrato até o final do ano.

Vamos analisar a situação de cada um.

O ciclo vitorioso de Durval no Santos acabou.

Vencedor de 1 Libertadores, 1 Copa do Brasil, 1 Recopa-Sul Americana e 3 Campeonatos Paulistas, o tímido, simples, humilde e carismático nordestino provavelmente rumará para o Sport, onde deverá encerrar sua carreira.

Durval santos despedida
O zagueiro de 33 anos não tem mais perna nem reflexos para continuar em um time como o Santos Futebol Clube.

Com sua saída, o clube abrirá espaço para Neto e Gustavo Henrique se firmarem, duas boas contratações da diretoria.

Léo é um ídolo eterno.

O lateral esquerdo merece um post à parte, que será elaborado no momento apropriado.

O pequeno de 1,69m se tornou um monstro dentro de campo.

Em 254 jogos pelo Santos, marcou 24 gols, clube onde jogou de 2000 a 2005 e novamente de 2008 a 2013.

Com a camisa alvinegra, Léo conquistou os seguintes títulos:
- Campeonato Brasileiro de 2002 e 2004
- Campeonato Paulista 2010, 2011 e 2012
- Copa do Brasil 2010
- Copa Libertadores da América 2011
- Recopa Sul-Americana 2012
- Vice-campeão do Mundial Interclubes da Fifa 2011

Com 38 anos, perdeu o fôlego de outrora, e não consegue mais jogar em alto nível.

Merece uma despedida à altura.

Léo Guerreiro do Santos despedida




















Marcos Assunção, hoje com 37 anos, tem história no Santos.

O exímio batedor de faltas atuou com o manto alvinegro de 1995 a 1999 e depois em 2013, jogando 121 partidas e marcando coincidentemente 24 gols, o mesmo número de bolas na rede de Léo.

Marcos Assunção dispensadoPelo Peixe, ganhou apenas um Torneio Rio-São Paulo, em 1997.

Também por conta da idade, Assunção perdeu a vitalidade e não tem mais espaço no elenco jovem e renovado do Santos Futebol Clube.

Obrigado por tudo, um grande abraço, e adeus.

As situações de Renato Abreu e Everton Costa são mais fáceis de analisar.

Renato Abreu chegou ao Santos rondado por certa expectativa, que reviveria o bom futebol dos tempos de Flamengo.

Renato Abreu dispensadoSantista de coração e com idade avançada (35 anos), permaneceu quase todo o segundo semestre se condicionando fisicamente e no banco de reservas (exatamente como Marcos Assunção).

Ao contrário do eu acreditava, ao dizer que a diretoria acertava ao trazer Renato Abreu e errava ao buscar Everton Costa, ambos se mostraram dois retumbantes erros.

Nunca houve muita expectativa em torno de Everton Costa.

Reserva de Bill e Deivid no Coritiba, Everton Costa rendeu o esperado: muita trombada, muita marcação e pouquíssima técnica.
Everton Costa dispensado
Na minha visão, Léo, Durval e Marcos Assunção merecem uma despedida apropriada no Santos.

Um amistoso de despedida poderia ser marcado uma semana após o término do Campeonato Brasileiro, com a presença dos 3 veteranos em campo, para se despedirem apropriadamente do clube para o qual tanto se doaram.

Não custa nada, geraria uma enorme renda ao clube (com a bilheteria em um jogo na Vila Belmiro), e é uma medida justa.

Se uma placa foi dada a Wesley, por 6 meses de boas atuações no Santos, um jogo de despedida é o mínimo que a diretoria deve a esses 3 veteranos, que tanto honraram a camisa do Peixe.

Eles merecem.