Everton Costa no Santos: a culpa não é dele

Everton Costa no Santos e Zinho


Everton Costa não pediu para ser ruim de bola.

Nunca quis.

A falta de técnica travou sua carreira.

Foi parar no Coritiba.

Em setembro de 2012, sofreu grave lesão no joelho.

Após sofrer cirurgia, voltou a jogar em março de 2013.

Mas não jogou.

Ficou na reserva de Deivid e Bill.

Até que, em agosto de 2013, foi contratado pelo Santos.

Ele não caiu de paraquedas dentro da Vila Belmiro.

Everton Costa foi procurado e contratado pela diretoria santista.

Mesmo sabendo tudo o que citei, a diretoria resolveu pagar salário para o atacante jogar no Peixe.

(Mais um erro de Zinho, que fracassou ao trazer Everton Costa e Renato Abreu)

Ou seja, a culpa não é dele.

Mas sim da diretoria que o contratou.

Everton Costa mostra muita disposição, vontade, correria, e, como esperado, pouco futebol.

Como se definiu em sua entrevista de apresentação ao clube, “não sou de marcar gols”.

E um atacante que não marca gols deve procurar outra profissão.

Mesmo com tudo isso, o ex-coritibano ainda balançou as redes 2 vezes pelo Santos.

Mas a maior alegria que dará à torcida santista será sua saída do clube.

E você, leitor, o que acha de Everton Costa? Ele deve permanecer no Santos em 2014? Comente!