Leandro Damião: o centroavante que faltava ao Santos

















O Santos largou na frente para 2014.

Após contratar o experiente e renovado Oswaldo de Oliveira, anuncia a contratação do melhor camisa 9 em atividade no futebol brasileiro.

O melhor disso tudo: o Santos não gastou nenhum centavo.

Em sua mais nova casa, receberá R$ 400 mil por mês durante 5 anos de contrato.

O exímio centroavante de 24 anos tornou-se a transação mais cara da história do futebol brasileiro (e do Santos), ao ser comprado pela empresa Doyen Sports por R$ 42 milhões e repassado ao Santos, valor que superou inclusive a recente compra de Alexandre Pato pelo Corinthians, por R$ 40 milhões.

Claro que nessa história há grande um ponto negativo: uma hora ou outra, a empresa decidirá reaver o investimento feito, vendendo o jogador (com o Santos recebendo parte dos lucros na negociação).

Mas até lá, Damião terá tempo suficiente para se tornar ídolo na Vila Belmiro.

Quem sabe conquistando um Campeonato Brasileiro, uma Libertadores, um Mundial.

Com Damião, podemos sonhar com os pés no chão.

A diretoria, antes duramente criticada, está de parabéns.


Gols e títulos

O ex-centroavante colorado já prometeu muitas alegrias à torcida santista.

E por "alegrias" entendemos belas atuações, gols e títulos.

Promessa feita, promessa cobrada.


Damião veio para ser ídolo

Segundo seu empresário, o mais novo santista abriu mão de dinheiro e de clubes europeus para vestir a camisa de Pelé e Neymar.

De acordo com ele, o que fez Damião optar pela Vila Belmiro foi o projeto apresentado pela diretoria, que o agradou imensamente.


Média de 1 gol a cada 2 jogos

Pelo Internacional, Damião marcou 90 gols em 179 jogos.

Isso dá, quase exatamente, um gol marcado a cada duas partidas disputadas.

Média excelente e que precisa ser posta em prática nas canteiras da Vila Belmiro.


Análise completa

Em 2013, por conta de lesões, o centroavante não rendeu o mesmo futebol de 2012 no Colorado.

Mesmo assim, marcou 5 gols nas 23 partidas que realizou pelo Inter no Brasileiro.

A análise estatística completa da temporada de Damião pelo Internacional pode ser vista aqui (vale muito a pena ler, recomendo).


Seleção Brasileira

Vestindo a camisa canarinho, atuou 17 vezes e marcou 3 gols.

Disputaria a Copa das Confederações, não fosse uma série lesão que sofrera na ocasião.

Ainda tem futebol para voltar à Seleção.

O que se mostra outro problema para o Santos: com as convocações, o Santos perderá o jogador por vários jogos, assim como antes perdia Neymar.


Damião é caso raro no futebol

O ex-colorado é caso raro no futebol brasileiro, pois saiu da várzea, não das divisões de base.

Sua carreira começou somente aos 17 anos, quando atuava nos campos de areia de São Paulo.

Desde então, passou por algumas equipes menores até chegar ao Internacional, onde permanecia desde então.

E você, torcedor, o que acha da contratação de Leandro Damião?