Léo - já passou da hora de parar

Léo renova com o Santos até o final do Paulistão 2014
foto: divulgação Santos FC/Facebook
Léo é ídolo de toda a torcida santista.

É também meu ídolo pessoal, por fazer parte daquele esquadrão de 2002, que me apresentou ao Santos Futebol Clube, paixão que passei a acompanhar desde então.

Mas, com toda a sinceridade, não posso deixar de falar: Léo precisa se tocar.

Com 38 anos, Léo não tem mais condições físicas de continuar jogando no Santos Futebol Clube.

Não há mais posições pelas quais brigar.

Mena e Emerson já tomaram conta da lateral esquerda, com grande justiça.

E, na real, todo mundo sabe que esse papo de "Léo brigando por vaga no meio campo" não passou de uma bela desculpa para tirá-lo da lateral esquerda, posição em que Mena aguardava ansiosamente (e justamente) pela titularidade.

Aliás, justamente após uma desastrosa atuação do guerreiro da Vila contra o Atlético/PR, quando foi o responsável direto pelos 2 lances que originaram os gols atleticanos.

Léo jogando de meio-campista?

Se isso não for apenas uma desculpa esfarrapada, me expliquem por que uma das prioridades de contratação para 2014 é justamente um meia.

Léo se convenceu de que ainda "tem muita lenha pra queimar".

Não tem.

A torcida sabe, a diretoria sabe, mas ele se recusa a enxergar.

Faz birra, vai na imprensa, se sente desvalorizado.

E a diretoria, para não ficar marcada por brigar com um ídolo santista, renova seu contrato até o final do Paulistão de 2014.

Léo ainda tem muito a oferecer ao Santos, seja como dirigente, como treinador das categorias de base, como profissional do clube.

Mas não mais como jogador de futebol.

Mas a realidade é essa.

Não dá pra fugir.

Aguardemos 2014...

E você, torcedor? Acha também que Léo tem lenha pra queimar? Comente!