Leandro Damião no Santos: o pior negócio da história do futebol brasileiro

Leandro Damião no Santos - o pior negócio da história do futebol brasileiro
foto: Gazeta Esportiva


Estamos no dia 09 de dezembro de 2013.

O Internacional quer vender Leandro Damião, que vinha de uma péssima temporada.

O Santos quer comprar.

O Santos oferece 3 milhões de euros (R$ 9,5 milhões) mais um jogador (Arouca), e acerta salários com Damião.


O negócio está a um passo de ser fechado, quando...

Surge a Doyen Sports.

Que pede para o Santos deixar em suas mãos a contratação de Leandro Damião.

O Internacional, sabendo da participação do fundo, inflaciona o negócio, e pede agora 13 milhões de euros (R$ 42 milhões).

A Doyen fecha o negócio, e empresta o dinheiro para o Santos comprá-lo, a juros de 10% ao ano, devendo o Peixe devolver todo o valor investido no jogador, o que pode chegar a um valor superior a R$ 60 milhões ao final do último ano, sob pena de, se não pagar, ter bens penhorados (inclusive a Vila Belmiro).

Damião se torna a contratação mais cara entre clubes do futebol brasileiro.

O contrato com o jogador é de 5 anos, ou seja, a bomba estourará na próxima gestão.

O salário de Damião na Vila beira de R$ 400 a R$ 500 mil mensais.

Um negócio arriscadíssimo, irresponsável, insensato, insano...

Leandro Damião é um ótimo reforço, mas um péssimo negócio para o Santos.

A maior contratação entre clubes brasileiros da história é um jogador em baixa na carreira, cortado da Seleção Brasileira e que ocasionalmente amargava a reserva no Internacional.

Como se não bastasse, outro negócio está sendo costurado nos mesmos moldes para contratar Lucas Lima, jogador também do Internacional, mas que atuou ano passado pelo Sport na Série B, cujos valores do negócios são desconhecidos.

Outro péssimo negócio...

Essa diretoria colherá os maus frutos dessa parceria lá na frente, como bem alertou Juvenal Juvêncio, que não aceitou a parceira no São Paulo.

Agora só resta REZAR para que Damião dê certo no Peixe e seja revendido por uma bolada.

O centroavante entrará em campo com a placa "a venda" pendurada no pescoço.

Caso contrário...

Melhor nem pensar...

PS: estamos em 2014, vai começar o Campeonato Paulista, e Damião não poderá jogar as 3 primeiras rodadas, pois o clube ainda precisa pagar a segunda parcela do centroavante para obter sua liberação na CBF...

2 comentários :

  1. O Santos conseguiu fazer um baita negócio, diga-se de passagem. 42 milhões por um BAGRE, vamos combinar né? Tem como dar muito certo (caso jogue bem e marque gols) ou dar muito errado (até além do que imaginamos) e nos foder de vez.

    Essa diretoria me surpreende cada vez mais...

    ResponderExcluir
  2. Cara, eu só não entendo como a diretoria foi tão burra de deixar um jogador sair de 3 milhões de euros (9,5 milhões) para 13 milhões de euros (42 milhões)!!!! É um absurdo o que pagaram por ele... o risco de ele não dar certo é enorme, e, se não der certo, vai quebrar o clube, que não vai conseguir dinheiro para contratar ninguém.

    ResponderExcluir