A volta de Patito Rodríguez ao Santos

Patito Rodríguez


Admirado por muitos, desprezado por poucos, Patito Rodríguez retornará ao Santos Futebol Clube em julho.

O técnico Oswaldo de Oliveira aprovou sua volta, embora não conheça o jogador.

O retorno de Patito ao clube é respaldado pelo observador-técnico Sandro Orlandelli, que vê em Patito um jogador útil ao elenco alvinegro para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Orlandelli enxerga no meia-atacante argentino um jogador veloz e driblador que, se bem lapidado, pode dar bons resultados.

Velocidade e drible, aliás, são características eternamente presentes no DNA santista.

Patito tem contrato com o Peixe até 2016, e está emprestado ao Estudiantes da Argentina até julho de 2013, onde é querido pela torcida mas alterna jogos como titular e outros como reserva.

Para um campeonato longo e disputado como o Brasileiro, penso que a volta de Patito Rodríguez ao Peixe será bastante positiva.

Patito poderia exercer com facilidade a mesma função que exercem hoje Geuvânio e Thiago Ribeiro.

Um bom time ganha jogos, enquanto um bom elenco ganha campeonatos.

O atual elenco santista pode ser suficiente para vencer o Campeonato Paulista, mas não para o Campeonato Brasileiro.

Patito Rodríguez 2A volta de Patito Rodríguez poderá ser bastante útil ao time, caso o jogador seja bem trabalhado, principalmente na parte física, sua maior fragilidade nos tempos em que esteve por aqui.

Além do argentino, enxergo como bastante positiva a busca do Santos por um zagueiro, seja Bruno Uvini ou Fernando Tobio, do Vélez.

O Santos atualmente tem bons zagueiros reservas?

Sim, mas apenas para o Campeonato Paulista.

Ou você acha honestamente que David Braz e Jubal segurarão a bronca no Campeonato Brasileiro?

Aliás, uma coisa é "segurar a bronca", a outra é jogar bem.

E para ganhar uma competição como o Brasileiro, precisamos de jogadores que "joguem bem".

A contratação de um zagueiro, de um-meia armador e a volta de Patito Rodríguez são suficientes para o Santos disputar o título brasileiro em 2014.

Podem acreditar.