Neílton deve sair; Victor Andrade pode sair

Neílton e Victor Andrade


Dois garotos, dois problemas.

Neílton recebe hoje no Santos R$ 9 mil mensais.

O Santos lhe ofereceu uma proposta de renovação.

Na proposta, um salário de R$ 30 mil mensais e R$ 100 mil de luvas, por 3 anos de contrato.

Bom demais não é?

Não para Neílton, que segue recusando todas as propostas do clube.

O contrato do jogador com o Peixe vai até 31 de Maio.

Até lá, ficará mofando no banco de reservas, como ..... opção, atrás de Leandro Damião, Thiago Ribeiro, Geuvânio, Gabigol, Rildo, Giva, Diego Cardoso, Jorge Eduardo e Stéfano Yuri.

A ironia do "caso Neílton" é que, exatamente no momento em que o jovem saiu da equipe por problemas contratuais, Geuvânio tomou sua titularidade com vigor, já recebeu aumento salarial (hoje recebe R$ 50 mil mensais) e teve seu contrato estendido por mais 3 anos.

Hoje, Geuvânio, bastante elogiado pela crítica esportiva, já é observado por clubes europeus, e pode render bons frutos financeiros ao clube no futuro.

Neílton, por outro lado, segue sem jogar, machucado (retornou ontem aos treinos), na geladeira.

O Cruzeiro quer contratá-lo, e para lá deve ir a partir do dia 1º de junho de 2014, quando encerra seu contrato com o alvinegro.

Mas é interessante notar que o Cruzeiro não enxerga em Neílton tanto potencial assim, pois se assim fosse teriam pago os míseros R$ 500 mil exigidos pelo Santos para liberá-lo antes do término do contrato.

Além do mais, o Cruzeiro está recheado de bons atacantes, contando hoje com Dagoberto, Borges, Martinuccio, Luan, Vinícius Araújo, Willian e Marcelo Moreno.

Em resumo, no Cruzeiro, Neílton nunca conseguirá espaço para jogar.

Mas a péssima escolha foi dele, que chegou a elogiar a torcida do Botafogo em meio a esse processo.

Que fique por lá...

Victor Andrade, por outro lado, é um outro garoto-problema.

Victor tem contrato com o Santos até outubro deste ano.

Agora em abril, já poderá assinar pré-contrato com outra equipe.

O garoto, assim como Gabigol, subiu ao time profissional com bastante antecedência.

Mas, ao contrário de Gabigol, não brilhou.

Aos 16 anos, recebia R$ 30 mil mensais, e possui hoje multa para o exterior de 50 milhões de euros.

Atualmente com 18 anos, o jogador já se envolveu em algumas polêmicas na Vila Belmiro.

Visitou Manchester City, Inter de Milão e Barcelona, irritando os dirigentes.

Recusou-se a viajar com o elenco sub-20 para uma excursão pela Ásia.

Já foi sondado por Vanderlei Luxemburgo, no Grêmio.

E hoje, começa a novela para a renovação de seu contrato.

De acordo com o pai do garoto, "a permanência no Santos é certa como dois e dois são quatro".

Mas sabemos como é o futebol.

Tenho muita esperança no futebol de Victor Andrade.

Lembro bem, no final de 2012, de assistir Victor barbarizando o Palmeiras na Vila Belmiro ao lado de Neymar.

Na ocasião, Victor chegou a marcar gol e dar assistência.

Se não se perder na vida, esse garoto tem futuro.

Com 18 anos, ainda terá muitas oportunidades no time profissional, basta ser paciente e dedicado nos treinos.

A diretoria faz muito bem em não abaixar a cabeça para jovens supervalorizados que ainda não ganharam nada pelo clube como profissionais.

Os jogadores precisam baixar um pouco a bola.

Afinal, nenhum deles é Neymar, e provavelmente nunca serão.