No meio do caminho tinha uma Copa do Brasil

Santos x Mixto/MT



Tinha uma Copa do Brasil no meio do caminho.

No meio do caminho tinha uma Copa do Brasil.

E assim, parafraseando Carlos Drummond de Andrade, começa o aquecimento para o jogo Santos x Mixto/MT, hoje, as 22, na Arena Pantanal, que promete um bom público (20 mil) para a estreia do Peixe na Copa do Brasil.

Por conta da proximidade da primeira final contra o Ituano, neste domingo, Oswaldo de Oliveira decidiu acertadamente poupar os titulares, exceto Aranha, Mena e Cicinho.

Os dois últimos foram suspensos, e não atuam no primeiro confronto da final do Paulista, razão pela qual Oswaldo optou por levá-los ao Mato Grosso.

Aranha é um caso à parte: pediu para viajar e jogar.

Com isso, o Peixe deve levar a campo a seguinte formação:

Santos x Mixto/MT tática


Esquentarão o banco de reserva Vladimir, Daniel Guedes, Zé Carlos, Paulo Ricardo, Léo, Lucas Otávio, Serginho, Jorge Eduardo e Giva.

Três ausências na lista de relacionados me chamaram a atenção: Leandrinho, Léo Cittadini e Victor Andrade.

O caso de Leandrinho é simples: o jogador postou ontem no twitter que está machucado há 15 dias (o pessoal da imprensa nem se deu o trabalho de noticiar).

O de Léo Cittadini nem tanto.

Na mira da Ponte Preta para a disputa do Campeonato Brasileiro, Cittadini pode ser emprestado, para ganhar rodagem e experiência, eis que Oswaldo não parece muito disposto a lhe dar oportunidades, mesmo com a carência de armadores no elenco (Oswaldo prefere Lucas Lima e Serginho, que aparentam realmente serem melhores que Cittadini).

Mas fiquem tranquilos: o jovem meia renovou recentemente com o Peixe até o final de 2018.

Ainda terá muito tempo para rodar, voltar e se firmar.

Afinal, lembrem que Geuvânio ano passado atuava pela Penapolense, e vejam hoje onde chegou.

O caso de Victor Andrade também é complicado, pois não poderia ter perdido a vaga naturalmente para Jorge Eduardo, que acabou de subir da Copinha.

Com seu contrato com o Peixe encerrando no dia 30 de setembro, já pode assinar pré-contrato com outro clube.

Aparentemente, está sendo deixado na geladeira pelos dirigentes alvinegros, que tentam "forçar" uma renovação contratual.

A Victor Andrade, basta ver os exemplos consumados de Jean Chera, Alemão, Lulinha etc...

Voltando à Copa do Brasil.

Contra o time do ex-santista Paulo Almeida (daquele time de 2002, lembram?), o Santos vai a campo em busca dos 2 gols de diferença, para eliminar o jogo da volta.

Dentro de um estádio com gramado novo, a bola deve rolar favorecendo os meninos da Vila, que têm sim capacidade técnica para garantir o resultado.

Para este jogo, aposto no brilho de Lucas Lima, Rildo, Diego Cardoso e Stéfano Yuri, que a cada apresentação pedem passagem no time titular.

Hoje será uma ótima oportunidade para ver os meninos em campo.

Afinal, o Peixe iniciará o jogo com nada menos que 6 meninos da base (Jubal, Naílson, Alison, Alan Santos, Diego Cardoso e Stéfano Yuri)!

Minha torcida principal, no entanto, é para que Aranha não se machuque!

Precisamos dele nas finais do Paulista!

Que os meninos da Vila honrem o manto sagrado e tragam para a Vila Belmiro um bom resultado.

Nossa torcida está com vocês.

PS: ontem ouvi muitos comentários de que os santistas deveriam estar felizes pelos ex-santistas Neymar e Diego decidirem um jogo na Uefa Champions League. 

Honestamente, não consigo ficar feliz com isso. 

De forma alguma. 

Não me alegra saber que dois jogadores brasileiros de grande destaque jogam no Barcelona e no Atlético de Madrid. 

Ainda mais santistas. 

Comemorar os feitos de ex-jogadores por outros clubes é coisa de time pequeno, que não é o caso do Santos. 

Ou alguém acha que o Manchester United comemora os gols marcados por Cristiano Ronaldo no Real Madrid? 

Que os torcedores do Milan comemoram os gols brilhantes de Ibrahimovic no Paris Saint-Germain?

Que a torcida do Arsenal se alegra ao ver Césc Fábregas atuando bem pelo Barcelona?

Ou que o próprio torcedor barcelonista fica feliz ao ver grandes atuações de Thiago Alcântara no Bayern de Munique?

Parem com essa síndrome de vira-lata!

Quero ver os grandes jogadores no Brasil, e não na Europa.

Quero Neymar e Diego no Santos, Lucas no São Paulo, Paulinho no Corinthians, Oscar no Internacional, Bernard no Atlético Mineiro, Vitinho no Botafogo, David Luiz no Vitória, Thiago Silva no Fluminense!

E não aplaudir os jogadores brasileiros e ex-santistas jogando no Velho Continente.

Pensem um pouco, vamos parar com isso.