Bahia 0 x 2 Santos - o dia em que a bola apanhou

Bahia 2 x 0 Santos - o dia em que a bola apanhou

Como analisar um jogo tão fraco tecnicamente?

Como analisar um dos piores 45 minutos da história do futebol mundial?

Como comparar esse time medíocre ao grande Santos de Pelé, Robinho e Neymar?

Impossível.

Os balões de Aranha.

Os balões de Jubal.

Os balões de Neto.

Chutão, chutão, chutão.

Só consigo me lembrar disso.

Os defensores do Santos parecem proibidos de saírem jogando pelo chão.

Aranha nunca tocava a bola para os zagueiros.

E os zagueiros nunca tocavam a bola para os volantes ou laterais.

Ao invés disso, chutão, chutão, chutão...

Para entregar a bola de graça para o Bahia.

Time que, de tão ruim, devolvia a bola com um outro chutão...

Meus únicos destaques ficam para os gols santistas, e para as boas atuações do goleiro Aranha, sempre seguro, do lateral esquerdo Zé Carlos, que participou dos dois gols, de Arouca, o motor do meio de campo, e do esforçado Lucas Lima, e só...

Todos os outros decepcionaram, incluindo Alan Santos, autor do primeiro gol.

Destaco apenas o primeiro gol do Peixe, que saiu após Zé Carlos sofrer uma falta, cobrada com perfeição por Lucas Lima na cabeça de Alan Santos.

E o segundo gol santista, em jogada iniciada por Zé Carlos, que passou para Arouca conduzir a bola até o campo de ataque, para depois passá-la novamente para Zé Carlos, que tocaria para Giva, o qual rolaria para a chegada e chute certeiro para o gol de Lucas Lima.

De resto, um jogo horrível, tenebroso, medonho, modorrento, inassistível.

Que os deuses do futebol tenham piedade do Santos Futebol Clube.

PS: E o que é esse Santos jogando com o uniforme do Criciúma? Parece ter incorporado o mesmo espírito de ruindade...