Sem novela: a renovação de Gabigol

Santos dobra salário de Gabigol

Gabriel Barbosa, ou Gabigol, enfim, recebeu o prometido e merecido aumento de salário.

O diretoria alvinegra dobrou seu salário.

De R$ 60 mil mensais passou a R$ 120 mil.

Gabriel, como disse recentemente Serginho Chulapa, não é mais uma aposta, mas sim uma realidade, pelas boas atuações e constantes gols marcados pelo alvinegro da Vila Belmiro, mesmo com apenas 17 anos de idade.

Com Gustavo Henrique, Jubal, Emerson, Zé Carlos, Alison, Alan Santos, Geuvânio, Diego Cardoso e Gabigol pode estar surgindo nas canteiras praianas uma nova e promissora geração de Meninos da Vila.

A tradição de revelar craques de bola continua hoje com Gabriel Barbosa, o ótimo centroavante que estreou como titular pelo Santos justamente no jogo de despedida de Neymar da Vila Belmiro.

Com o aumento, Gabigol deixa de ser tratado como menino e passa a ser visto como homem.

Não mais como projeto de jogador, como diria Muricy Ramalho, mas sim como um jogador de futebol.

Mas não só mais um.

Sim um craque de bola.

Diferente de Neymar.

Mas, mesmo assim, um craque.

Com a vantagem de que Gabigol e toda a sua família são santistas, isto é, torcem de verdade para o Santos desde pequenos, sendo um sonho realizado para o garoto vestir a famosa camisa branca (ou a do Criciúma, como prefere a diretoria).

Gabigol teve um aumento, mas ainda não renovou contrato com o clube (seu contrato atual vence em setembro de 2015).

Por que?

Por um simples motivo.

Gabriel ainda tem 17 anos, sendo portanto, menor de idade.

No dia 30 de agosto de 2014, quando completa 18 anos de idade - podendo assim assinar contrato profissional sem auxílio dos pais - começará novamente a negociar com o Santos para estender seu contrato com o clube por mais 5 temporadas.

Além, claro, de mais um aumento de salário pretendido por seu pai e empresário (Gabriel não participa das negociações), que pretendem um salário de R$ 200 mil.

Mas até o final de agosto, muita água vai rolar.

E, somando a vontade do Santos de renovar e a de Gabriel continuar na Vila Belmiro, a renovação deverá sair sem maiores problemas.

De acordo com o presidente Odílio Rodrigues, em entrevista dada ao portal Lance!Net:

"Nós tivemos a reunião ontem (quarta-feira) com o Wagner Ribeiro, e acertamos só o reajuste, porque só vamos assinar contrato mesmo quando ele completar 18 anos, em agosto. Lá a gente volta a discutir sobre o novo contrato. Essa foi apenas uma conversa de intenções, reconhecendo a importância dele para nós. Esse acordo que fizemos é temporário, e quando for discutir contrato mais longo, a partir de agosto, é outra hitória".

Portanto, tudo OK com Gabigol, o artilheiro do Santos nesta temporada, com média de quase 1 gol a cada 2 jogos (marcou 14 gols em 29 jogos).

Mas... o que fazer com Leandro Damião?

Essa é a grande questão do momento.

Torço firmemente para que, nesta janela de transferências europeias de inverno (de verão, para eles), Damião seja vendido a algum clube europeu desinformado ou aos clubes ricos da China, Rússia ou do mundo árabe.

Caso não seja vendido, irá desvalorizar a si próprio, ao ser reserva de Gabigol.

Ou pior: irá desvalorizar Gabigol, ao obrigar Oswaldo de Oliveira a escalá-lo e outra posição que não a de centroavante, onde rende melhor.

Escolhas, escolhas, escolhas...