Analisando os amistosos

Arouca amistoso Santos

Após 1 mês e 6 dias de preparação para a volta do Campeonato Brasileiro, chegou a hora de avaliarmos o desempenho e os destaques desta equipe neste período.

E como podemos verificar isso?

Pelos amistosos realizados até agora.

Durante esse período de preparação física, técnica, tática e emocional, o Santos disputou dois amistosos.

O primeiro, no dia 27 de junho de 2014, contra o Red Bull Brasil, em São José dos Campos, vencido pelo alvinegro por 3 x 0 (gols de Gabriel, Geuvânio e Diego Cardoso).

O segundo, no dia 05 de julho de 2014 (ontem), contra o Guarujá, no CT Rei Pelé, também vencido pelo Peixe por 5 x 0 (dois gols de David Braz, e um de Rildo, Diego Cardoso e Stéfano Yuri).

Antes de analisarmos os amistosos, importante destacarmos o fato de que Eugenio Mena (na Seleção Chilena), Alan Santos (lesionad), Edu Dracena (lesionado), Thiago Ribeiro (lesionado) e Leandro Damião (lesionado) ainda não entraram em campo.

Então vamos às análises!

No primeiro jogo-treino, o Santos de Oswaldo de Oliveira iniciou a partida no mesmo 4-2-3-1 de sempre, indicando que o técnico santista não mudará o esquema tático tão cedo.

Naquela partida, o esquadrão alvinegro entrou em campo com: Aranha; Victor Ferraz, Jubal, David Braz e Zé Carlos; Arouca e Renato; Lucas Lima, Diego Cardoso, Jorge Eduardo e Gabriel.

Na ocasião, conforme já mencionamos, os gols da vitória foram marcados por Geuvânio, Gabriel e Diego Cardoso, todos no segundo tempo.

Neste jogo, o destaque foi justamente Geuvânio, que entrou no segundo tempo e deu um novo ânimo ao time, dando uma assistência e marcando um gol.

Diego Cardoso também está em alta, após marcar 2 gols nos 2 amistosos.

Veja abaixo os gols da vitória santista sobre o Red Bull Brasil:



No segundo jogo, contra o Guarujá, o Santos goleou por 5 x 0.

O time santista entrou em campo com: Aranha, Victor Ferraz, Jubal, David Braz e Zé Carlos; Arouca e Renato; Lucas Lima, Rildo, Geuvânio e Gabriel.

No último teste do Peixe antes da volta do Campeonato Brasileiro, David Braz foi o grande destaque, com dois gols marcados, ao lado de Rildo, Diego Cardoso e Stéfano Yuri, que também marcaram.

Contra o fraquíssimo time do Guarujá, a goleada foi construída sem dificuldade, e os goleiros pouco trabalharam.

Veja os gols da vitória santista:


Apesar do Santos ter atuado contra equipes de baixa qualidade técnica, podemos ter uma noção de quais atletas têm se destacado nesse período de treinos.

Quem está EM ALTA: 

Aranha: segue titular absoluto.
Gabriel Gasparotto: aparentemente ganhou a posição de Vladimir, goleiro cujo contrato termina no final do ano e não deve ser renovado.
David Braz: grande destaque no segundo amistoso, com dois gols, e liderando a zaga que não levou gol em nenhum dos dois amistosos.
Zé Carlos: o lateral-esquerdo, juntamente com Emerson, aumenta sua sombra nas costas de Eugenio Mena, após dois amistosos como titular e boas atuações pelo Brasileiro.
Victor Ferraz: com Cicinho suspenso contra o Palmeiras, treinou de titular nos dois amistosos.
Arouca: segue titular absoluto no meio de campo.
Renato: parece ter ganhado a posição de Souza no meio de campo. Deve reiniciar o Brasileiro como titular.
Lucas Lima: titular absoluto nos dois amitosos; vem crescendo de produção como camisa 10 santista.
Geuvânio: decisivo no primeiro amistoso, iniciou o segundo como titular, e deve começar jogando contra o Palmeiras.
Diego Cardoso: dois gols nos dois amistosos.
Gabriel: titular nos dois amistosos, marcou no primeiro, e segue intocável no time titular de Oswaldo.

Quem está EM BAIXA:

Neto: sem acertar sua renovação contratual, não participou dos dois amistosos.
Bruno Uvini: o zagueiro de 23 anos, contratado a peso de ouro do Napoli (recebe no Santos R$ 100 mil por mês), é atualmente apenas a 5ª opção para a zaga (atrás de Edu Dracena, Gustavo Henrique, David Braz e Jubal). O blog já analisou a contratação de Bruno Uvini.
Emerson: o lateral santista, figurinha presente nas seleções de base, perdeu a posição para Zé Carlos, outro lateral da base que se destacou na conquista da Copa São Paulo de 2014. 
Alan Santos: sempre machucado, não consegue se firmar no time principal.
Souza: reserva no Cruzeiro, segue reserva no Santos. Perdeu posição para Renato. O blog já analisou a contratação de Souza.
Leandrinho: um dos grandes volantes do ano passado é hoje apenas a 6ª opção para a posição (atrás de Arouca, Renato, Souza, Alison e Alan Santos).
Giva: um dos destaques do Santos no ano passado, não participou de nenhum dos dois amistosos.

E aí galera, curtiram a análise?

Sintam-se livres para comentar!

Saudações alvinegras!