Aquecimento: Santos x Palmeiras



Santos e Palmeiras se enfrentam hoje no reinício do Campeonato Brasileiro.

Apesar de muitos desfalques, prometem um duelo de gigantes na Vila Belmiro.

De um lado, o Santos, apostando inteiramente em suas categorias de base, de onde um dia saíram Pelé, Robinho e Neymar.

Do outro lado, o Palmeiras, apostando alto na contratação de argentinos, começando pelo técnico Ricardo Gareca (ex-Velez Sarsfield) e passando pelo defensor Fernando Tobio (há pouco tempo pretendido pelo Santos) e pelo atacante Pablo Mouche.

No Peixe, o principal destaque técnico segue sendo Arouca, que promete mais uma atuação "monstruosa" no clássico desta quinta-feira.

A coluna vertebral do time alvinegro sustenta-se por Aranha, Arouca, Lucas Lima e Gabriel, todos intocáveis em suas posições (Damião lesionou-se novamente).

No Palmeiras, o grande desfalque é Valdivia, recentemente vendido para um clube do exterior.

Sem o meia chileno, o alviverde aposta em Tobio, Wesley, Bruno César e Diogo (sim, o mesmo jogador horrível que já atuou pelo Peixe) para comandarem o meio-de-campo palmeirense.

No Santos, será interessante observarmos se 2 semanas de férias e 30 dias de treinamento foram bem trabalhados por Oswaldo de Oliveira - afinal, não há mais desculpas para más atuações.

No Palmeiras, observaremos a partir de hoje uma experiência nova que pode se espalhar em breve pelo país: a contratação de técnicos estrangeiros.

Será realmente interessante observar como trabalhou o treinador argentino Ricardo Gareca esse time do Palmeiras para enfrentar o Peixe (até porque Gareca também um dia foi alvo do alvinegro praiano).

Dito isso, vamos ao que interessa!

O jogo. Será disputado na Vila Belmiro, as 19h30min (sem transmissão pelo SPORTV).

Time titular. Aranha; Victor Ferraz, David Braz, Bruno Uvini e Eugenio Mena; Alison e Arouca; Lucas Lima, Geuvânio, Rildo e Gabriel.

Reservas. Vladimir; Zé Carlos, Nailson, Paulo Ricardo, Renato, Souza, Leandrinho, Serginho, Diego Cardoso, Jorge Eduardo e Stéfano Yuri.

Desfalques. Leandro Damião, Gustavo Henrique e Patito Rodríguez (todos lesionados); Edu Dracena, Vinicius Simon, Jubal e Thiago Ribeiro (readquirem forma física após lesão); e Cicinho (suspenso).

Pendurados. Jubal.

Análise tática. Oswaldo de Oliveira prosseguirá utilizando o esquema 4-2-3-1, com os defensores jogando em linha, laterais mais marcadores, um volante marcador e outro móvel, três meias - um pelo centro, outro pela esquerda e outro pela direita - e um centroavante que trocam constantemente de posição, para confundir a marcação.

Com isso, o Santos deverá entrar em campo hoje com:

Análise Tática: Santos x Palmeiras


Tabela do Brasileiro. O Santos hoje ocupa a 11ª posição, com 14 pontos, um ponto à frente do Palmeiras, o 12º colocado, e a apenas 5 pontos do líder Cruzeiro.

Se vencer, o Peixe pula magicamente para 4º lugar, empatado em número de pontos com o Sport, atual 3º colocado.

O Santos tem hoje a melhor defesa do Campeonato Brasileiro, tendo levado apenas 5 gols em 9 jogos, uma média de quase 1 gol sofrido a cada 2 jogos, além de ser o time que mais desarma na competição, com média de 32 desarmes por partida.

No ataque, no entanto, as coisas não vão tão bem.

O Santos é apenas o 9º melhor ataque da competição, marcando 10 gols em 9 jogos.

Em casa, até agora, o desempenho do alvinegro é sofrível: apenas 1 vitória (2 x 0 no Criciúma), 3 empates (1 x 1 com o Sport e 0 x 0 contra Flamengo e Grêmio) e 1 derrota (contra o Atlético Mineiro na Arena Pantanal.

O Palmeiras, por outro lado, está pior ainda, pelos menos nas estatísticas.

Com apenas 8 gols marcados em 9 jogos, o alviverde é apenas o 11º melhor ataque e apenas a 6ª melhor defesa, empatada em 10 gols sofridos com outros três clubes.

Atuando fora de casa, o Palmeiras ainda não venceu nenhum grande, e contabiliza 2 vitórias (contra Criciúma e Vitória), 1 empate (contra Grêmio) e 2 derrotas (contra Flamengo e Chapecoense).

O árbitro. 
Info Arbitragem brasileirão - Raphael Claus - Santos x Palmeiras (Foto: Arte / Globoesporte.com)












Vai brilhar. Com boas atuações, gols e assistências nesse período de treinamentos, o meia-armador Lucas Lima assumiu de vez a titularidade e deve brilhar no clássico.

Pode surpreender. Retomando a titularidade e a confiança em seu futebol, Geuvânio pode ser a grande surpresa do jogo de hoje, para finalmente desencantar, após muitos jogos ruins.

Está devendo. Recebendo R$ 100 mil por mês no Santos Futebol Clube, o zagueiro Bruno Uvini decepcionou e se tornou apenas a 6ª opção para a zaga. Está devendo.

Olho nele! Será interessante observarmos a atuação do zagueiro Fernando Tobio, antigo alvo do Santos mas que acabou no Palmeiras.

Palavra do treinador. "Em um momento em que o futebol passa a não depender tanto do craque, o coletivo é que vai comandar. Quando se tem 11 jogadores, não pode um só decidir. Cristiano Ronaldo não decidiu para Portugal, o Messi para a Argentina e o Neymar para o Brasil. Quem decidiu a Copa foram aqueles que, juntos, formaram um grande time e fizeram o que fizeram conosco".

Dúvida pertinente. Qual será o resultado dos 30 dias de treinamentos de Oswaldo de Oliveira?

Comente!