Odílio Rodrigues descarta volta de Robinho

Robinho no Santos

ATUALIZAÇÃO: o presidente do Orlando City acaba de declarar que Robinho quer jogar no Santos! Boas novidades devem vir em breve!

2ª ATUALIZAÇÃO: o gerente de futebol santista Zinho acaba de reafirmar o que disse Odílio ontem (tema deste post): o Santos não tem dinheiro para contratar Robinho...

Enfim, um balde de água fria na cabeça do torcedor santista.


"Como Robinho passa férias na cidade, é notado pelo torcedor, tem uma história maravilhosa no Santos e é um ídolo. Logo se faz a relação do seu retorno ao clube, mas não há possibilidade. A dificuldade é que ele está num patamar salarial fora da realidade do futebol brasileiro. E por merecimento. O nível de ganho de Robinho está fora de alcance. Falo pelo Santos".

Robinho dificilmente jogará no Santos nesta temporada.

O ex-santista está de saída do Milan.

E deve mesmo acertar contrato com o Orlando City, time que começará suas atividades somente em janeiro de 2015.

Mas, ao contrário do que fez o São Paulo com Kaká, o Santos não terá recurso suficiente para bancar o salário de Robinho.

Kaká receberá no São Paulo por mês 1,3 milhão de reais, valor correspondente a 50% de seu salário total (R$ 2,6 milhões), com a outra parte paga pelo Orlando City.

Segundo apurado pelo Lance!Net e Globoesporte, Robinho pretende receber na Vila Belmiro cerca de R$ 800 mil mensais, valor que o Santos se recusa a bancar.

Os dirigentes santistas aceitam pagar a Robinho, no máximo, R$ 500 mil mensais, por se tratar de um jogador de 30 anos em declínio, aproximando-se do fim da carreira.

Mas isso pode realmente acontecer, desde que Santos, Orlando City e Robinho entrem em acordo, com o Peixe bancando metade do salário de Robinho.

O eterno "pedalada" recebe no Milan 330 mil euros mensais (cerca de R$ 1 milhão), livre de impostos (o que torna tudo mais caro), e deve receber o mesmo valor na equipe americana.

Com isso, o clube da Vila Belmiro poderia negociar para pagar 50% do salário de Robinho, ou seja, R$ 500 mil por mês!

Concretizando, assim, a permanência do "menino" Robson no Santos até dezembro de 2014.

Na última sondagem a Robinho, os dirigentes santistas se irritaram com a irredutível alta pedida (R$ 800 mil mensais) e com a pedida de R$ 450 mil de comissão a seu pai, Gilvan de Souza, pela negociação - apesar de conduzida pela advogada do atleta Marisa Alija Ramos.

Robinho não transparece em público a vontade de voltar ao Santos, apesar das várias demonstrações de carinho pelo clube, já analisadas pelo blog.

"Nós ainda estamos decidindo. Vamos escolher o melhor para mim e para o Milan, que sempre me tratou muito bem".

Segundo a advogada do atleta:

"Não recebi nenhuma oferta do Santos. Eles sondaram o valor do Robinho, mas não fizeram proposta. Nem para Robinho, nem para o Milan. Recebo sondagem de valores de jogadores o tempo todo. Aí evolui para uma negociação, ou não. No caso do Santos, não tem negociação. Se eles dizem que estão trabalhando no caso, deve ser internamente. Não tem nada a ver isso. Nem os valores, nem a comissão. (Jogar nos) Estados Unidos é uma possibilidade entre várias. Vamos ver a melhor opção para todas as partes".

O destino de Robinho, apesar de tudo, parece mesmo ser o Brasil, ainda que não o Santos, de acordo com o presidente do Milan, Adriano Galliani:

"Na segunda-feira, pela manhã, vamos falar com o Robinho e com o seu agente sobre o futuro do jogador. Vamos ver se podemos fazer algo parecido como fizemos com o Kaká: Uma passagem no Brasil até dezembro e depois, no fim do ano, ir para o Orlando. As diferenças econômicas serão consideráveis".

Com a alta pedida salarial e magoado ainda com a intensa briga com a diretoria santista quando tentavam sua contratação, no ano passado, Robinho dificilmente voltará à Vila Belmiro.

Pelo menos não agora.

A única possibilidade de Robinho voltar ao Peixe é as três partes (Santos, Orlando City e Robinho) sentarem e conversarem, para combinarem com o alvinegro o pagamento de 50% do salário do craque.

Mas Odílio Rodrigues não é um hábil negociador (basta ver o exemplo de Leandro Damião, em que foi claramente "levado" no papo pela Doyen Sports).

E Flamengo e Atlético Mineiro estão de olho no eterno camisa 11 do Peixe.

A novela continua...

Que Santos e Robinho tenham um final feliz.