Uma grande chance para os meninos



Nesta quinta-feira, as 21h, no Estádio do Café, em Londrina (grande reduto de santistas), o Santos enfrentará o time do Londrina pela terceira fase da Copa do Brasil.

Oswaldo de Oliveira, por prudência, optou por descansar o time titular e levar uma equipe inteiramente formada por reservas para atuar em Londrina.

Colocando os meninos para jogar, o técnico santista lhes dá reais oportunidades de mostrar seu futebol (algo que nunca seria feito por Muricy Ramalho, por exemplo).

Com base no treino de ontem, o time que deve entrar em campo será formado por nada menos que 9 meninos da base!

Isso mesmo que você leu, nove!

Dos 11 que estarão em campo, apenas Souza e Renato não foram formados na base santista (Renatinho veio do Guarani).

Em outras palavras, o goleiro, os zagueiros, os laterais, os meias e os atacantes serão 100% santistas, com exceção apenas dos volantes (considerando ainda que Renato tem grande identificação com o clube).

Com Jubal suspenso e Victor Ferraz impossibilitado de disputar a Copa do Brasil por outra equipe (pois já atuou na competição pelo Coritiba), o Santos de Oswaldo deve ir a campo com:

GO - Vladimir
ZC - Vinicius Simon
ZC - Paulo Ricardo
LE - Emerson
LD - Zé Carlos (improvisado)
VOL - Alan Santos
VOL - Renato
MA - Souza
ME - Diego Cardoso
MD - Jorge Eduardo
CA - Stéfano Yuri

Para o goleiro Vladimir - cujo contrato com o Peixe termina no final do ano, bastante criticado por mim e pela torcida do Santos em geral, será uma grande chance para mostrar o que nunca mostrou: se de fato é um bom goleiro.

Na zaga, Vinicius Simon, hoje mais experiente, com 27 anos, bastante pedido pela torcida no passado, tentará mostrar porque não merece ser reserva de Bruno Uvini e David Braz, mesma meta de Paulo Ricardo, o jovem zagueiro santista campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2014.

Nas laterais, Emerson Palmieri volta à lateral-esquerda, enquanto Zé Carlos passa a ser improvisado na direita, ambos sempre mostrando boa qualidade técnica nos jogos em que se apresentaram, principalmente este último, que salvou o Peixe enquanto Mena servia à Seleção Chilena no período pré-Copa.

Protegendo a zaga, voltam ao time os volantes Alan Santos e Renato, que com muita dificuldade tentam recuperar o lugar tomado por Alison e Arouca no time titular.

Na armação, Oswaldo deve optar por Souza, que finalmente disputará sua primeira partida como titular do Santos, quando poderemos julgar se é justa a escolha do técnico por colocá-lo na reserva.

Um pouco mais à frente, Diego Cardoso deve se destacar pela meia esquerda, onde um dia brilhou Neymar, enquanto Jorge Eduardo deve exercer pela direita seu importante papel defensivo de sempre.

Na frente, Stéfano Yuri será o camisa 9, com a missão de transformar gols em sorrisos.

Você sentiu a falta de Patito Rodríguez, Leandrinho e Giva?

Pois é, eu também...

Mas há explicações.

Patito estava machucado quando voltou ao Peixe e passa agora por um em processo de transição para voltar aos gramados.

Leandrinho se machucou seguidas vezes, perdeu espaço no elenco com a nova formação tática de Oswaldo de Oliveira (Leandrinho frequentemente se destacava no 4-3-1-2 montado por Muricy Ramalho), e dificilmente terá espaço nesta equipe tão competitiva.

Giva, por sua vez, após excelentes atuações pelo Santos na reta final do Campeonato Brasileiro no ano passado, provavelmente não será adquirido pela diretoria santista, pois está emprestado ao Peixe e só será comprado mediante o pagamento de R$ 2,3 milhões, valor recusado pela diretoria.

Dos três, acho que Giva é o garoto com mais potencial de crescer no clube e se tornar um bom jogador, como já demonstrou no ano passado.

Mas agora só nos resta, como sempre, esperar, para saber como terminará mais essa novela.

Confesso que estou ansioso para ver o futebol praticado pelo time reserva, recheado de meninos da base!

Como não podemos mais eliminar o jogo da volta (em razão da fase disputada), espero uma boa atuação e uma vitória dos garotos sobre o time paranaense!

Pra cima deles molecada!