10 motivos para celebrar a volta de Robinho

Robinho no Santos FC

Confesso que ontem passei o dia com o sorriso escancarado no rosto, cada vez que ouvia o nome de Robinho ser comentado na imprensa.

Não há outro assunto na imprensa nacional.

Só se fala na volta de Robinho ao Santos, sua casa e clube do coração.

Emprestado pelo Milan pelo período de 1 ano, o menino Robson receberá R$ 500 mil por mês na Vila Belmiro (segundo se especula, o mesmo valor recebido por Leandro Damião), com direito a algumas regalias especiais, mas poderá deixar o clube ainda em janeiro deste ano, caso o clube italiano receba uma grande oferta para sua contratação em definitivo.

Ontem, o eterno rei das pedaladas foi apresentado pelo Santos, que já enviou os documentos necessários para a CBF para regularizar a reestreia de Robinho contra o Corinthians, já neste domingo, as 16h, na Vila Belmiro, cuja presença no time já foi garantida pelo técnico Oswaldo de Oliveira.

Robinho inclusive já se escalou para o clássico, em vídeo recentemente publicado pela Santos TV, dizendo "é nóis na fita".

Sobre o desentendimento com o ex-presidente LAOR, Robinho prefere deixar a história no passado, ressaltando o "Santos acima de tudo".

Dentro de campo, o pedalada receberá a camisa 7 de Gabriel, que em troca ficará com a camisa 10, antes do desprestigiado Geuvânio, agora com a camisa 45 (dá até pena... mas fazer o quê...).

O retrospecto de Robinho contra o Corinthians é excepcional: em 9 jogos, 8 vitórias e apenas 1 empate.

Na estreia contra o time do Parque São Jorge, em 27 de julho de 2002, em amistoso na Vila Belmiro, o Peixe venceu por 3 x 1.

No mesmo ano, houveram mais 3 confrontos contra o alvinegro da capital, todos com vitória do alvinegro praiano, coroada ao final com um belíssimo e inesquecível título brasileiro, o 7º da rica história do Peixe, com direito às 8 lendárias pedaladas e um baile de futebol.

Neste ano, mesmo sem contar com Robinho, o Santos aplicou 5 x 1 no Corinthians de Mano Menezes, o mesmo que descerá a serra para enfrentar o Peixe no domingo.

Melhor cenário não há para elevar a moral do torcedor santista, e devolver-lhe a alegria de assistir um futebol bem jogado.

Encerro este post com 10 motivos para celebrar a volta de Robinho ao Santos Futebol Clube:

1) O torcedor passa a sonhar com o título brasileiro ou com a Libertadores;

2) O torcedor alvinegro volta a ter esperança de assistir um futebol bem jogado;

3) Robinho poderá recuperar o futebol de Leandro Damião, assim como um dia operou o mesmo milagre em Alberto, Deivid, André e Zé Love (o tema será analisado em um post amanhã).

4) Com Robinho, as chances de arranjar um patrocínio master crescem infinitamente;

5) Em campo, Robinho poderá também ajudar na ascensão do futebol dos atuais meninos da base, como Gustavo Henrique, Zé Carlos, Alison, Geuvânio e Gabriel, assim como um dia ajudou no crescimento do futebol de André, Neymar, P.H. Ganso, Wesley e Rafael;

6) O Santos Futebol Clube voltou a ser notado pela imprensa;

7) Criou-se uma nova expectativa de grandes jogos e grandes goleadas, como presenciamos de 2002 a 2004 e em 2010, períodos em que o rei das pedaladas esteve na Vila Belmiro;

8) Robinho nunca perdeu para o Corinthians;

9) O único clube onde Robinho sempre jogou bem foi o Santos FC;

10) O torcedor santista volta a ter um ídolo por quem torcer e, consequentemente, o público e renda do Santos tende a aumentar, assim como a audiência na televisão.