Atlético/MG 3 x 2 Santos - o jogo dos 3 erros

Atlético/MG 3 x 2 Santos - o jogo dos 3 erros

Ontem, 3 erros do Santos definiram a vitória do Atlético Mineiro.

1º erro - O goleiro Aranha falha ao esperar a chegada da bola no cruzamento de Diego Tardelli, que resultaria no primeiro gol atleticano.

2º erro - Cicinho, em outra péssima noite, na qual nada para ele dava certo, fez um gol contra...

3º erro - Arouca, Alison, Edu Dracena e Neto "dormem" após cometerem uma falta, e o esperto meia Guilherme cobra rápido, nos pés do atacante Diego Tardelli que, no meio dos zagueiros santistas, avançou com a bola e chutou precisamente para fazer o 3 x 0 Atlético/MG.

Mas a atuação santista não foi um desastre.

E trouxe a volta do bom futebol do atacante Geuvânio, o destaque do time de Enderson Moreira na noite de ontem, que entrou no segundo tempo.

O ex-camisa 10 do Santos terminou o jogo com uma assistência (cobrando o escanteio para o primeiro gol de Thiago Ribeiro, de cabeça) e um belo gol, em jogada individual e potente chute que deixou o bom goleiro Victor imóvel.

Thiago Ribeiro que entrou bem no segundo tempo, mas foi rapidamente sacado por Enderson Moreira pouco depois dos 30 minutos, para a entrada do lateral Victor Ferraz.

De bom da equipe santista, podemos destacar as atuações individuais de Caju, Arouca, Geuvânio e Thiago Ribeiro (pelo gol).

De pior, disparado, podemos citar o lateral direito Cicinho, que a cada má atuação começa a balançar na posição, ameaçado de perdê-las para os laterais Victor Ferraz e Zé Carlos.

O goleiro Aranha, homenageado pela torcida do Galo, teve uma atuação desastrosa no primeiro tempo, mas compensou com boas defesas na segunda etapa.

No primeiro tempo, aliás, o Santos conseguiu duas bolas na trave, uma delas com uma bicicleta non sense de Leandro Damião, centroavante que até atuou bem, comparando-se com suas últimas atuações.

Gabriel, novamente atuando fora de sua posição original (centroavante), novamente não rendeu o esperado.

Se Enderson Moreira pretende seguir a cartilha da diretoria santista e manter Leandro Damião como centroavante, que tenha pelo menos a decência de sacar Gabriel do time, e colocar naquela posição (nas pontas) alguém que atue por lá, como Geuvânio ou Rildo!

Lucas Lima não estava em uma noite inspirada, e mais errou do que acertou, assim como os zagueiros Edu Dracena e Neto.

Com a derrota de ontem, o Santos segue sem vencer fora de casa um time melhor colocado na tabela.

De quebra, deixou o Atlético Mineiro, seu rival direto na briga pela Libertadores, no G-4.

Mas nem tudo está perdido.

Até porque o blog já previa uma derrota para o jogo de hoje, sem que isso tirasse as esperanças alvinegras de uma vaga na competição continental, conforme explicamos no post "Fazendo as contas para a Libertadores".

Por isso, torcedores santistas, não percam as esperanças!

Ainda mais com a boa atuação do Peixe no segundo tempo.

Ainda mais com os fracos adversários que virão em sequência (Goiás em casa, Flamengo fora, Bahia em casa, Criciúma fora e Palmeiras fora).

Se o bom resultado não veio, pelo menos a atuação da equipe melhorou, comparado ao desastroso jogo contra o Figueirense, em que jogamos mal e ganhamos.

Campeonato Brasileiro 2014...

Aguardemos os próximos capítulos...