Botafogo 1 x 0 Santos - derrota injusta

Santos x Botafogo

Se na Copa do Brasil o Grêmio jogou melhor e perdeu, hoje foi a vez do Santos jogar melhor e perder.

São coisas únicas que acontecem neste maravilhoso esporte chamado futebol, o esporte mais imprevisível de todos, onde mais vezes o clube mais fraco vence o mais forte - fato cientificamente comprovado.

Pois ontem, na minha opinião, o time de Oswaldo de Oliveira jogou melhor - apesar de seríssimas falhas defensivas - e não levou.

O desesperado time do Rio de Janeiro conseguiu, em um lance fortuito, após cobrança de escanteio, abrir o placar e mantê-lo até o fim.

Ainda que tenha levado perigos constantes ao gol de Aranha, em contra-ataques perigosíssimos, que sempre passavam pelos pés do ex-corintiano Emerson Sheik.

Era comum assistirmos, por exemplo, ataques com 5 atacantes botafoguenses contra 5 defensores santistas (geralmente os zagueiros, os laterais e um volante).

Esse estilo de defender pode dar certo no Barcelona de Pep Guardiola.

Mas não no Santos de Oswaldo de Oliveira que, se enfrentasse qualquer clube de maior qualidade técnica (como algum grande europeu), certamente levaria outra sonora goleada.

E ainda ouvir que o presidente Odílio Rodrigues ainda tenta a "revanche" contra o Barcelona aqui no Brasil...

Sobre o jogo de ontem, fiz algumas anotações durante a partida que acho pertinentes postar aqui no blog, que servirão para uma melhor reflexão de como foi, de fato, o confronto de ontem.

Vamos a elas.

PRIMEIRO TEMPO

5 minutos - Robinho fica cara-a-cara com Jefferson e perde grande oportunidade de abrir o placar, após boa jogada e passe do meia Lucas Lima (Robinho achou estar impedido e atrasou sua finalização).

7 minutos - Arouca chuta de longe (algo raríssimo) e leva grande perigo ao gol de Jefferson, que espalma para escanteio.

8 minutos - No lance do escanteio, Robinho quase abre o placar de cabeça.

12 minutos - Primeiro lance de perigo do Botafogo, pela direita da defesa santista (lado de Cicinho).

15 minutos - Outro perigoso ataque do Botafogo.

OBS - Todos os ataques do Santos passam pelos pés de Lucas Lima, que até aqui atua muito bem.

OBS 2 - O time de Oswaldo de Oliveira sofre muito nos contra-ataques, principalmente após lances de bola parada, quando Edu Dracena e David Braz sobem para cabecear, deixando a defesa totalmente desguarnecida, com apenas 3 jogadores. É constante vermos confrontos de 5 atacantes cariocas contra 5 defensores alvinegros.

16 - 30 minutos - Lucas Lima tenta armar o jogo, mas nenhum jogador do Santos sequer se apresenta para receber a bola! Revoltante! Todos aceitam passivamente a marcação do Botafogo. 

31 minutos - Aranha salva gol de Sheik, em nova jogada pelo lado do bom porém baixo lateral Cicinho, o qual, com 1,68m, se desdobra na marcação sem ajuda de seus companheiros.

32 - 45 minutos - O time de Oswaldo de Oliveira ataca muito bem pela direita, com Lucas Lima, Cicinho e Robinho, mas some pela esquerda, com Eugenio Mena e Thiago Ribeiro.

OBS 3 - Robinho é o mais lúcido do ataque santista, sempre construindo boas jogadas de ataque quando a bola cai em seus pés.

OBS 4 - A saída de bola do Santos melhorou, com menos chutões e mais bolas pelo chão, com Edu Dracena e David Braz desafogando a bola lá atrás com os laterais santistas ou com os volantes, que iniciam a transição do meio de campo para o ataque.

OBS 5 - O Santos joga bem, mas peca no último passe e nas finalizações, todas tortas, mesmo por parte de Robinho, que nunca foi um grande finalizador.

SEGUNDO TEMPO

3 minutos - Lucas Lima faz boa jogada individual e quase abre o placar.

7 minutos - Santos domina o jogo e o meio de campo, muito por conta da péssima qualidade técnica dos jogadores botafoguenses.

10 minutos - O alvinegro da Vila Belmiro pressiona, mas não acerta o último passe, para criar chances claras de gol.

18 minutos - Gol do Botafogo, golaço, diga-se de passagem, em um lance fortuito. Após cobrança de escanteio, David Braz subiu e cortou de cabeça, mas, sem nenhum santista na sobra, a bola sobrou nos pés do botafoguense Daniel, que abriu o placar no Maracanã: Botafogo 1 x 0.

20 minutos - Rildo e Thiago Ribeiro vão muito mal e atrapalham as jogadas de ataque santistas.

21 minutos - Percebendo isso, Oswaldo de Oliveira saca Thiago Ribeiro para a entrada de Leandro Damião.

24 minutos - Sheik faz falta criminosa em Lucas Lima e leva só cartão amarelo, que lhe saiu barato.

27 minutos - Sai Alison e entra Souza.

29 minutos - Botafogo assusta constantemente nos contra ataques, sempre no 5 x 5, ou 5 x 3, sempre os defensores santistas disputando a bola em igual ou menor número.

30 minutos - Sai o lateral Eugenio Mena, machucado, e entra Zé Carlos.

32 minutos - A entrada do volante Souza tornou o time mais lento ofensivamente e mais exposto defensivamente, Leandro Damião ainda não pegou na bola e Zé Carlos entrou bem pela esquerda, assustando a defesa carioca.

34 minutos - Damião, que em 13 minutos em campo não havia sequer pegado na bola, consegue um perigoso chute a gol e quase empata a partida, após cruzamento de Cicinho - a bola realmente não chega para Damião.

36 minutos - Botafogo começa a catimbar, para garantir o resultado.

39 minutos - O time carioca contra ataca novamente com bastante perigo, mas a baixa qualidade técnica de seus jogadores não lhes permite sair do 1 x 0.

44 minutos - David Braz, que vinha jogando muito bem até então, se complica com a bola na lateral e quase entrega um gol para o adversário.

45 minutos - Só 5 minutos de acréscimo, após toda aquela catimba?

49 minutos - Edu Dracena, tentando imitar David Braz, quase marca um golaço contra, ao se complicar tentando afastar a bola da grande área santista.

FIM DE JOGO: Botafogo 1 x 0.

E você, torcedor santista, o que achou do jogo de ontem?

Comente!