O triste fim do ônibus "Baleião"

O triste fim do ônibus "Baleião"

Lembram do "Baleião", aquele tradicional ônibus santista personalizado que transportava os jogadores do Santos?

Desde 2012, ele foi extinto pela atual diretoria santista.

Motivo de orgulho para os torcedores santistas, principalmente para os mais jovens, o presidente Odílio Rodrigues resolveu retirá-lo de circulação por conta da "falta de segurança" de seus jogadores e da comissão técnica, os quais poderiam ser alvos de torcidas adversárias (e, por que não, da própria torcida) com pedradas, depredações, etc.

No entanto, o referido ônibus nunca havia sofrido atos de vandalismo na história recente do clube, nem com o clube à beira do rebaiaxamento, como ocorreu em 2008.

Tanto que, na época, a extinção do citado ônibus gerou estranheza na comissão técnica e jogadores.

"Isso foi uma vergonha na época. Até porque o ônibus do clube sempre foi escoltado por batedores da Polícia Militar. Nunca presenciei nada" - disse um ex-integrante da comissão técnica ao jornal A Tribuna (de Santos), pedindo para não ser identificado.

O ônibus "Baleião" era cedido por comodato (empréstimo gratuito) pela empresa Mercedes Benz.

Agora, a diretoria alvinegra, na contramão da política de contenção de gastos, contratou uma empresa particular (Style Bus), que oferece (por aluguel) o serviço de transporte do time alvinegro do CT Rei Pelé até a Vila Belmiro, ou mesmo de Santos até os aeroportos de Guarulhos e Congonhas, ou pelo Estado de São Paulo, quando o clube disputava o Campeoato Paulista.

Questionada sobre a "morte" de um grande símbolo da torcida santista, a assessoria de imprensa do Santos Futebol Clube informou que "a falta de personalização é só por questões de segurança dos atletas e da comissão técnica durante os traslados e viagens. Com relação aos fornecedores, entramos em contato com diversas empresas e contratamos quem oferece as melhores condições de preço e serviço para o clube".

O detalhe é que os maiores clubes de futebol do Brasil, tanto na Série A quanto na Série B, possuem e desfilam seus ônibus personalizados, como Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Fluminense, Flamengo, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Vasco e Portuguesa de Desportos.

Até os pequenos Chapecoense e Náutico possuem um ônibus personalizado.

Isso sem falar nos grandes clubes do futebol mundial, como Barcelona, Real Madrid, Manchester United, Milan, Juventus, Bayern de Munique...

Imponente, o antigo ônibus alvinegro chamava a atenção por onde passava, principalmente das crianças, chamando a atenção para a marca Santos Futebol Clube.

Sem um ônibus personalizado, o Santos perde mais um meio de divulgação da sua marca, já que o clube foi totalmente abandonado pela Rede Globo de Televisão, a qual se recusa a transmitir jogos do Peixe na TV aberta, com o silêncio do clube, comprado pelas migalhas chamadas "cotas de televisão" (R$).

Perdendo mais um símbolo de sua história, o torcedor santista perde mais um motivo para sorrir.

E a alegria do futebol, aos poucos, vai se acabando...