Quem é o técnico Enderson Moreira?

Enderson Moreira Santos FC

Enderson Moreira é o novo técnico do Santos Futebol Clube.

O novo comandante santista receberá R$ 200 mil por mês na Vila Belmiro, firmou com o clube um contrato longo, até dezembro de 2015, e será anunciado pela diretoria nesta tarde no CT Rei Pelé.

Mas todos se perguntam: quem é ele?

CARREIRA

Enderson tem 42 anos, é mineiro, nascido em Belo Horizonte e graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Minas Gerais.

O jovem treinador iniciou sua sua carreira no futebol como preparador físico no América Mineiro em 1995, clube do qual no ano seguinte tornaria-se técnico das categorias de base.

Até 2011, Enderson rodou pelas categorias de base de clubes grandes de todo o país, passando, na ordem, por Atlético Mineiro, Cruzeiro (com quem sagrou-se campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2007), Ipatinga, Atlético Paranaense e Internacional B (treinou o time em algumas partidas do Campeonato Gaúcho de 2011).

Em 21 de março de 2011 acertou com o Fluminense como auxiliar-técnico permanente, dirigindo interinamente o time em 13 oportunidades, até a chegada do técnico Abel Braga.

Em 28 de setembro de 2011, foi anunciado como novo técnico do Goiás, clube com o qual conquistaria o Campeonato Goiano (algo obrigatório naquelas terras) e o Campeonato Brasileiro de 2012 da Série B (esta sim, uma bela conquista).

Após realizar belíssima campanha com o Goiás no Campeonato Brasileiro de 2013, deixando o clube em 6º lugar, a apenas 2 pontos da classificação para a Libertadores da América, Enderson Moreira não renovou seu contrato com o clube goiano, buscando clubes maiores para trabalhar.

OBS: em 2013, na última rodada do Brasileiro, precisando apenas vencer o Santos para garantir a classificação para a Libertadores, o Goiás de Enderson Moreira perdeu de 3 x 0 para o time de Claudinei Oliveira, e ficou fora da competição continental.

Em 16 e dezembro de 2013, o Grêmio anunciaria Enderson Moreira como seu novo técnico para 2014.

No comando do tricolor gaúcho, Enderson sofreria no Campeonato Gaúcho uma das piores derrotas do Grêmio na história dos Gre-Nais, ao perder por 4 x 1 para o rival Internacional na final.

O treinador cairia no Grêmio no dia 27 de julho de 2014, após perder em casa para o péssimo time do Coritiba, na 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Relato abaixo todos os resultados de Enderson Moreira à frente do Grêmio no Campeonato Brasileiro:

1ª rodada - Atlético Paranaense 1 x 0 Grêmio
2ª rodada - Grêmio 2 x 1 Atlético Mineiro
3ª rodada - Santos 0 x 0 Grêmio
4ª rodada - Chapecoense 1 x 2 Grêmio
5ª rodada - Grêmio 1 x 0 Fluminense
6ª rodada - Grêmio 2 x 1 Botafogo
7ª rodada - São Paulo 1 x 0 Grêmio
8ª rodada - Sport 0 x 0 Grêmio
9ª rodada - Grêmio 0 x 0 Palmeiras
10ª rodada - Grêmio 0 x 0 Goiás
11ª rodada - Figueirense 0 x 1 Grêmio
12ª rodada - Grêmio 2 x 3 Coritiiba

Sob o comando do Grêmio no Brasileiro, Enderson Moreira, em 12 jogos, conquistou 5 vitórias, 4 empates (todos por 0 x 0) e 3 derrotas (para Atlético Paranaense, Coritiba e São Paulo).

A sequência de 4 empates por 0 x 0, o fato do Grêmio não ter conseguido marcar mais de 2 gols em um jogo do campeonato e o péssimo ataque do time gaúcho (apenas 10 gols em 12 jogos) levam a crer que se trata de um técnico do estilo de Muricy Ramalho e Tite, que busca a vitória magra, por 1 x 0, deixando de lado o futebol bonito e ofensivo.

Esses, meus amigos, são os fatos.

A MISSÃO DE ENDERSON MOREIRA: SALVAR LEANDRO DAMIÃO E OS R$ 42 MILHÕES DOS COFRES DO SANTOS

O técnico foi o primeiro a dar oportunidade a Leandro Damião no Internacional, após ser contratado do pequeno clube Atlético Ibirama/SC e, logo na estreia pelo Internacional B, o camisa 9 marcou duas vezes na goleada por 4 x 2 sobre o Ypiranga.

Em seguida, o centroavante rumaria para o time principal do Internacional e depois para a Seleção Brasileira.

Após 16 anos trabalhando nas categorias de base dos maiores clubes do país, Enderson Moreira também é reconhecido pelo seu trabalho de base.

No seu último trabalho, no Grêmio, só para citar um exemplo, foi o responsável por promover os jovens Dudu e Luan, hoje titulares absolutos da equipe comandada por Felipão, hoje 6ª colocada do Brasileiro.

Em resumo, podemos afirmar que Enderson Moreira foi contratado para salvar a carreira de Leandro Damião, e consequentemente os cofres santistas.

A diretoria santista primeiro fez a cagada de contratar Damião em baixa por um preço altíssimo (R$ 42 milhões) e agora condiciona até a escolha de seu técnico à recuperação do alto valor que o Santos terá de pagar à Doyen Sports daqui a, no máximo, 5 anos (quando o camisa 9 já valerá mais de R$ 60 milhões).

Sem dinheiro para investir R$ 1,7 milhões na contratação de Giva, uma boa promessa da base santista, sem dinheiro para contratar nenhum jogador, a diretoria alvinegra se afunda no desespero ao contratar Enderson Moreira, na tentativa agoniada de salvar o seu péssimo negócio chamado Leandro Damião.

Ao torcedor santista, cabe agora não chorar o leite derramado e apoiar o novo técnico Enderson Moreira.

Vamos dar uma chance a ele, ver como ele começa seu trabalho, e como o time se comportará daqui em diante.

Até porque, como essa diretoria não dá ponto sem nó, demitiram Oswaldo de Oliveira em um momento estratégico, logo antes da partida do Santos contra o Vitória, último colocado do Brasileiro, neste sábado, no Pacaembu, em São Paulo, com ingressos de R$ 5 a R$ 30, prevendo, obviamente, uma grande vitória.

Razões que me fazem acreditar ainda mais que a demissão de O.O. não passou de uma jogada política para agradar eleitores da capital...

Ainda indignado com a demissão de Oswaldo de Oliveira, deixo minhas boas vindas ao técnico Enderson Moreira...

Tomara que, desta vez, alguma diretoria do Santos cumpra com o planejamento acertado.