Internacional 2 x 0 Santos - sem nada especial

Internacional 2 x 0 Santos - sem nada especial

O discurso oficial da base é priorizar a "formação de jogadores" e não "títulos".

Mas, como costuma dizer o técnico Pepinho, se essa formação vier acompanhada por títulos (como vieram ano passado), melhor.

Ontem, o time sub-20 do Santos enfrentou o Internacional no Beira-Rio e se deu mal: perdeu por 2 x 0.

Mas perder não foi o pior.

Pior foi a constatação de que pouquíssimos meninos demonstraram qualidade suficiente para atuar no time profissional do Santos.

[Aliás, ontem atuaram exatamente como o time profissional atua fora de casa: jogando mal no primeiro tempo, melhorando no segundo e perdendo no final.]

Nesse processo de formação de jogadores na base alvinegra, os únicos destaques deste atual time sub-20 santista são o lateral-esquerdo Zeca, o volante Thiago Maia (presença constante nas seleções de base) e o atacante Diego Cardoso (presença frequente também nas seleções de base).

Esses 3 foram os únicos que mostraram alguma qualidade com a bola nos pés.

De resto mais do mesmo: zagueiros rebatedores, laterais que não sabem defender nem cruzar, volantes que mais cometem faltas do que roubam bolas, meias sem criatividade que insistem nos passes laterais ou para trás, um festival de erros de passes e de finalizações.

Isso se vê no time de cima e também se viu no time de baixo.

Não é à toa que, da nova geração de meninos da Vila, nenhum conseguiu até agora se firmar no time titular se forma incontestável.

Gabriel ainda alterna partidas boas e ruins.

Geuvânio tem atuado bem, mas ninguém sabe como começará a próxima temporada, tendo em vista sua irregularidade.

Gustavo Henrique, o alto zagueiro da base, ainda busca seu espaço após sofrer uma séria lesão.

Alison parece ter conseguido firmar uma vaga no time titular, ao lado de Arouca, apesar de muito contestado pela torcida santista, por sua falta de qualidade com a bola nos pés.

Vladimir, Alan Santos, Leandrinho, Léo Cittadini, Serginho, Victor Andrade e Giva se perderam pelo caminho.

Mas farei justiça aos meninos: no segundo tempo o Santos jogou melhor, mas foi absolutamente ineficiente nas finalizações, razão pela qual o placar se manteve em 2 tentos a 0 favorável ao Internacional.

O segundo jogo entre Santos e Internacional acontecerá na próxima quarta-feira, dia 19 de novembro, as 16 horas, na Vila Belmiro.

Nesses jogos, geralmente a diretoria santista cobra apenas 1 KG de alimento não perecível para quem pretender assistir o jogo.

Mas, para quem trabalha, 16 horas é um péssimo horário...

Nos resta torcer pelos meninos reverterem o placar no jogo da volta!

Afinal, na Vila Belmiro tudo é possível.

O que, no entanto, não exclui minhas observações sobre a qualidade técnica dessa geração...