Meninos que deixarão o Santos em 2015



O ano está terminando, e com isso começamos a saber quais jogadores deixarão o Peixe.

Curioso é o fato de alguns desses atletas serem garotos das categorias de base do clube.

Meninos que não corresponderam ao esperado, cujo futebol não evoluiu conforme a exigência de um futebol profissional, e hoje sequer figuram entre os reservas do alvinegro praiano.

Outros, com potencial, como é o caso do atacante Giva, mas que a diretoria santista dispensará por não ter R$ 2,3 millhões para comprar seu passe (eis que veio inicialmente emprestado da base de outro clube).

Dependendo do novo presidente, um time inteiro de meninos poderá deixar o Santos no final do ano, seguindo a vida em outros clubes.

São eles: o goleiro Vladimir, os zagueiros Vinicius Simon, Nailson e Rafael Caldeira e os atacantes Giva, Jorge Eduardo, Tiago Alves e Dimba.

Todos os contratos dos 8 jogadores acima citados se encerram no final de 2014 com o Peixe.

Além deles, o lateral direito Crystian, com contrato com o clube até o final de 2015, e os meias Pedro Castro, Lucas Crispim e Léo Cittadini, estes três com contrato até o final de 2017, poderão deixar o clube, alguns em definitivo (sendo negociados) e outros apenas por empréstimo.

Há também o volante Lucas Otávio, o qual, no entanto, por conta das boas atuações pelo Paraná Clube na série A, tem grandes chances de integrar o elenco principal do Peixe em 2015.

A respeito de todos os jogadores mencionados que poderão deixar o clube no final do ano, penso que o clube deveria efetivamente apostar no atacante Giva, que mostrou bastante qualidade no final de 2013, salvando um Santos esfacelado, além de renovar por valores baixos com os zagueiros Naílson e Rafael Caldeira, pois o primeiro integrou a zaga titular da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2014, enquanto o segundo frequentemente se destaca nos times do interior para o qual é emprestado. O atacante Jorge Eduardo também merece mais um chance para ser observado, contanto que o clube consiga firmar com ele um contrato curto com um salário baixo, compatível com um jogador que acaba de deixar a base.

Não sentirei falta do goleiro Vladimir, do zagueiro Vinicius Simon, do lateral Crystian e dos atacantes Tiago Alves e Dimba.

Pedro Castro, Lucas Crispim e Léo Cittadini têm contrato com o Santos até o final de 2015, portanto até lá poderão ainda ser observados, seja no alvinegro praiano ou em outro clube (considere-se o Campeonato Paulista uma boa oportunidade para esses meninos mostrarem seu futebol).

Lembrando que hoje alguns pratas da casa são presença constante no time principal, como o zagueiro Gustavo Henrique, os laterais Caju, Zé Carlos e mais recentemente Daniel Guedes, os volantes Alison e Alan Santos, e os atacantes Geuvânio e Gabriel.

Recordemos também que outros meninos da Vila com potencial devem começar a cavar um lugar na reserva no próximo ano, como o goleiro Gabriel Gasparotto, o zagueiro Jubal, o volante Thiago Maia, o meia Serginho, o atacante Diego Cardoso e o centroavante Stéfano Yuri.

Com alguns atletas da base deixando o clube em definitivo, outros sendo emprestados e outros sendo definitivamente integrados ao elenco alvinegro, o Santos inicia, ainda sem o novo presidente, seu planejamento para 2015.

Que os deuses do futebol estejam do nosso lado!