Resumão da semana do Peixe em 10 fatos

Modesto Roma Júnior

Este é o cenário atual do Santos Futebol Clube:

1) Até o dia 26 de dezembro não se sabe se Enderson Moreira permanecerá como técnico para 2015;

2) Modesto Roma Júnior assumiu o clube sem ter na manga nenhum profissional comprometido para assumir a gerência do Peixe, já que os convites a César Sampaio e Thiago Scuro para o cargo foram recusados;

3) Hoje Lucas Lima completa 3 meses sem receber salários, e poderá, se quiser, pedir na Justiça a rescisão unilateral de seu contrato com o Santos;

4) Foi revelado que Leandro Damião recebe R$ 700 mil por mês;

5) O centroavante poderá ser trocado pelo atacante Dagoberto, pelo meia Élber ou pelo volante Pedro Ken. Isso mesmo, "ou um ou outro", e dividindo metade do salário de Damião.

6) Dagoberto, que parece ser a melhor opção, tem 31 anos, é reserva no Cruzeiro, tem fama de chinelinho e recentemente declarou que pretende se aposentar em breve, pois "meu maior objetivo é viver uma vida feliz com a família" (Dagoberto, em entrevista recente ao Globoesporte);

7) O Palmeiras estuda a contratação de Arouca, enquanto a TEISA, dona de 60% dos direitos do volante, pretende vendê-lo para recuperar o investimento;

8) O Santos saiu atrás de seus rivais paulistas na busca por reforços. O Palmeiras contratou 4 reforços: Lucas (lateral do Botafogo), Vitor Hugo (zagueiro do América/MG), Amaral (volante do Goiás) e Jaílson (goleiro do Ceará). O São Paulo, por sua vez, trouxe 3 reforços: os bons laterais Carlinhos e Bruno, ex-Fluminense, e o volante Thiago Mendes, do Goiás. Até o Corinthians já contratou um jogador: o atacante colombiano Mendoza;

9) O presidente Modesto Roma se reuniu com a prefeitura de Santos para buscar uma parceria para o clube;

10) Foram divulgados os nomes que integrarão o Comitê de Gestão do Peixe em 2015: Modesto Roma Júnior (presidente), Dagoberto Fernando (CEO), Gastone Righi (advogado, empresário e ex-deputado federal), Jorge Corrêa da Costa (empresário), José Renato Quaresma (empresário), Paulo Roberto Dias (empresário), Rodrigo Marino (empresário), José Macedo Reis (economista) e Oswaldo Nico Gonçalves (advogado e delegado de polícia).

E assim, de forma melancólica e sem grandes esperanças para a torcida santista, chega de forma melancólica o final de semana para o Santos Futebol Clube.

. . .