Resumão da semana do Santos Futebol Clube

Modesto Roma e Odílio Rodrigues


Que semana agitada teve o nosso querido Peixe!

Em meio a um inestimável caos financeiro, provocado pela péssima gestão de Odílio Rodrigues, o time que nadou recentemente em um mar de glórias com Neymar vive um mar de miséria.

Jogadores deixando o clube de graça, dívida dobrando, atletas insatisfeitos sem receber salário, pichações em Arouca e Dracena no CT Rei Pelé, alguns bons reforços confirmados e especulados e a volta do sonho de um novo ou renovado estádio para o alvinegro praiano.

Assim, deixo para vocês os 15 fatos que marcaram a semana do Peixe:


1) Eugenio Mena e Edu Dracena deixam o Santos

O lateral Eugenio Mena e o zagueiro Edu Dracena enfim deixaram o Santos Futebol Clube.

Os dois pela porta de trás, mas por motivos diferentes.

Mena porque processou o clube que lhe devia 3 meses de salários atrasados e conseguiu a rescisão contratual litigiosa na Justiça.

Edu porque, apesar de não ter processado o clube onde conquistou mais títulos na carreira, deverá jogar no Corinthians, após rescindir o contrato com o Peixe amigavelmente.

Na minha visão, ambos os jogadores farão falta para a formação de um bom elenco para a disputa de títulos em 2015, o que, depois de todo o ocorrido, parece cada vez mais difícil.

Com Mena, o prejuízo foi imenso, pois o Santos investiu R$ 10 milhões em sua contratação, e perderá o jovem jogador de graça - que tem mercado na Europa - precisando ainda pagar a multa contratual pela rescisão de seu contrato.

Considero uma grande perda técnica para a zaga santista a saída de Edu Dracena, capitão, líder da equipe, e que não perdia nenhuma bola pelo alto, apesar de, por conta da idade, deixar a desejar pelo chão.

Não se esqueçam que o Santos terminou o Brasileiro com a 2ª melhor defesa do campeonato, muito por conta das boas atuações do goleiro Aranha e do zagueiro Edu Dracena.

Sei que grande parte da torcida criticava Dracena, mas não o via pior que David Braz, Neto e Gustavo Henrique.

Com a saída de Dracena, a atual diretoria entrou em desespero, buscando os zagueiros Neto e Vinicius Simon para renovar seus contratos, ambos jogadores que foram praticamente dispensados no final do ano passado.

Saindo Mena, o prejuízo é menor, pois temos os jovens e promissores Caju e Zeca para a posição, além do lateral Chiquinho, que chega para suprir essa ausência.

Bola pra frente!


2) Arouca e Aranha aguardam decisão na Justiça para saírem

O goleiro Aranha, um dos grandes responsáveis pelo clube terminar o Brasileiro com a 2ª melhor defesa, deve mesmo ir para o Palmeiras, mesmo destino do volante Arouca, até então ídolo da torcida santista.

A tendência é que a decisão judicial seja favorável a ambos os atletas, tendo em vista a existência de um precedente no mesmo sentido: a liberação de Eugenio Mena.

A diferença entre ambos os casos reside apenas na data das audiências.

A de Aranha será no dia 21 de Janeiro, enquanto o caso de Arouca será julgado dia 30 de janeiro.

Realmente uma pena que ambos os atletas saiam brigados com a torcida santista.

Afinal, não custa lembrar ao torcedor - que geralmente tem memória curta - que ambos tornaram-se grandes ídolos da torcida em um passado recente.

O goleiro Aranha foi fervorosamente defendido pela torcida santista quando foi alvo de racismo da torcida do Grêmio, em um jogo no qual pegou tudo e garantiu o avanço do clube à próxima fase da competição.

O volante Arouca, então, dispensa muitos comentários: marcou gol na final do Paulista contra o Corinthians e sagrou-se campeão de tudo ao lado de Neymar e companhia, além de ser, no ano passado, um dos melhores e mais regulares atletas da equipe (e raramente se machucar - ao contrário de Alison).

Agora pretendo dar um nó na cabeça do torcedor santista com uma simples pergunta: Aranha, Eugenio Mena e Arouca foram mesmo ingratos com o Santos Futebol Clube ou foi o clube que lhes mostrou ingratidão, ao não pagar seus salários pelo trabalho dentro de campo?

Parece-me haver, no Brasil, uma grande inversão de valores, na qual o torcedor culpa o atleta - e não o clube - por sair brigado com o clube, mesmo quando a culpa por sua saída é exclusiva do clube!

Ou alguém aqui acha honestamente que Arouca desejava se aventurar em um clube estranho, rival do Santos, onde será muito cobrado, onde não é ídolo?

Tenho certeza que Aranha, Arouca e Mena desejavam permanecer no Santos Futebol Clube, principalmente o volante Arouca.

Mas depois de meses e meses de salários não pagos, que vem ocorrendo no Peixe desde a final do Campeonato Paulista, em 2014, as contas se acumulam em casa, falta dinheiro para pagar a escola dos filhos, até que uma hora a situação se torna insuportável.

Não fosse assim, o atacante Robinho, outro grande ídolo do alvinegro praiano, não teria brigado tanto com o clube que o revelou para o futebol por causa de dinheiro.

Fica a reflexão...


3) Damião processa o Peixe e se diz pobre

Damião se dizer pobre é algo absolutamente cômico, mas sua declaração faz parte apenas de uma praxe no mundo jurídico, visando o não-pagamento das despesas processuais.

Em uma ação padrão, para uma pessoa que ganha até 3 salários mínimos, a declaração de pobreza é aceita pela Justiça.

Mas não para Leandro Damião, que recebe R$ 650 mil mensais, e que muito provavelmente assinou sem ler todos os papéis entregues pelo descuidado advogado.

Assim como Aranha, Arouca e Mena, o centroavante resolveu processar o Santos na Justiça, para receber seus 3 meses de salários atrasados.

Caso ganhe a ação e a rescisão contratual, o Peixe ficará com uma bomba dupla e gigantesca nas mãos: o prejuízo integral de R$ 42 milhões (valor que deve pagar à Doyen Sports para contratar o atleta) e mais a indenização por conta da rescisão contratual, que pode chegar a mais R$ 33 milhões.

A coisa tá preta para o Peixe.


4) Cinco reforços contratados: Chiquinho, Elano, Ricardo Oliveira, Valencia e Marquinhos Gabriel


Chiquinho: o lateral e meio campista se desligou do Fluminense e foi contratado sem custos por 1 ano.

Elano: o meia voltará ao Peixe com um contrato até o final do Campeonato Paulista (se quando saiu do Santos não existia fisicamente, imaginem agora - espero que eu esteja errado).

Ricardo Oliveira: aos 33 anos, o centroavante volta para o Peixe com fome de gols, e com um contrato até o fim do Campeonato Paulista.

Valencia: o bom volante Edwin Valencia, de 29 anos, também se desligou do tricolor carioca e virá para o Peixe sem custos pelo período de 1 ano.

Marquinhos Gabriel: vindo do Bahia, o atacante Marquinhos Gabriel virá por empréstimo até o fim de 2015.

Elano e Ricardo Oliveira são apostas válidas para o clube, e penso sinceramente que o centroavante pode se mostrar uma grata surpresa nesta temporada.

Já o atacante Chiquinho e o meia Valencia são extremamente rejeitados pela torcida do Fluminense, o que aparentemente demonstra serem más contratações, apesar do segundo me parecer melhor do que o primeiro

Marquinhos Gabriel vem de um clube da Arábia Saudita e é uma incógnita.


5) Goleiro Renan, goleiro Ochoa e meia Guilherme especulados

A vinda do goleiro Renan para a Vila Belmiro está praticamente descartada, após o Goiás pedir R$ 3,2 milhões ao Santos por 50% de seus direitos econômicos.

O goleiro Ochoa, titular da seleção mexicana na Copa do Mundo, que atua no Málaga, da Espanha, é de interesse do Peixe, que pleiteia com o clube espanhol um empréstimo de 1 ano do atleta, apesar de seu alto salário (cerca de R$ 3 milhões por ano) - razão pela qual sua chance de aportar na Vila é baixa.

O meia Guilherme, do Atlético Mineiro, cujo contrato com o clube mineiro termina em abril, também foi especulado no Peixe, que aceitou o salário de R$ 250 mil mensais do meia, mas ainda esbarra na sua pedida por luvas.


6) Lucas Lima fica ou sai?

Descontente também com os atrasos salariais, o meia Lucas Lima pode deixar o Santos em breve.

No entanto, a empresa Doyen Sports, por incrível que pareça, tem insistido na permanência do atleta na Vila Belmiro, onde consideram uma boa vitrine para uma futura revenda.

Lembrando que o fundo maltês possui atualmente 80% dos direitos econômicos de Lucas Lima, e o Santos apenas 10%.

O atleta tem em mãos uma proposta do Torino, da Itália, no dobro do valor pago para contratar o atleta.

Mas como o Santos lucraria apenas 10% do valor investido no jogador, não é interesse do clube se desfazer dele.

A Doyen Sports, por sua vez (e para nossa sorte), entende que o atleta ainda pode se valorizar mais permanecendo no Peixe, podendo ser vendido para o exterior por valores muito maiores.

Mas, por hora, a situação do meia Lucas Lima segue indefinida no clube.


7) Alison deve ficar

O Santos recebeu uma proposta do Internacional pelo volante Alison, mas o alvinegro não pretende se desfazer do jogador, ainda mais após a iminente saída de Arouca.


8) Galhardo novamente emprestado

O lateral-direito Rafael Galhardo foi novamente emprestado, desta vez para o Grêmio, até o final do ano, para pegar experiência.

No futuro, quem sabe renda bons frutos ao Peixe.


9) Novo estádio? Vila reformada?

Apesar da grave crise financeira, o presidente Modesto Roma Júnior conversou com o presidente da W-Torre, empresa responsável pela reforma do Pacaembu e construção do Allianz Parque, buscando ou a reforma da Vila Belmiro e a construção de um novo estádio para o Santos Futebol Clube - aguardemos novidades.


10) Dinheiro veio da televisão

O dinheiro para pagar 2 meses de salários atrasados dos atletas santistas não caiu do céu: veio das cotas de televisão pagas pelo pay-per-view da Rede Globo.

Lembrando que o patrocínio da empresa chinesa Huawei, que antes parecia certo, claro e cristalino, aparentemente não será concretizado, nas palavras do próprio presidente Modesto Roma Júnior.


11) Os salários seguem atrasados

Apesar do pagamento dos salários atrasados de novembro de dezembro, o 13º salário e o referente ao mês de janeiro ainda não foram pagos, e não se sabe quando serão.


12) Dívida poderá saltar de R$ 75 milhões para R$ 163 milhões

Dependendo dos resultados das ações judiciais movidas pelos atletas, o rombo nos cofres santistas poderá saltar de R$ 75 milhões para R$ 163 milhões, um acréscimo de R$ 88 milhões, por conta dos valores que o clube deverá gastar com a rescisão contratual por conta do não pagamento de salários.


13) A pichação no CT das imagens de Arouca e Dracena

O zagueiro Edu Dracena e o volante Arouca tiveram suas imagens pichadas no CT Rei Pelé, assim como um dia aconteceu com o meia Paulo Henrique Ganso, por deixarem o clube pela porta dos fundos.


14) Enderson segue otimista, porém realista

Apesar de todos os problemas financeiros do clube, o técnico Enderson Moreira segue exemplar, com um discurso bastante otimista, porém agora um pouco mais realista, soltando frases como "pagar salário é o mínimo" e "demos um passo para trás no planejamento".


15) Time completo para 2015

Com todos os recentes acontecimentos, o time titular do Peixe para 2015, que já está treinando no CT Rei Pelé para a temporada é o seguinte: Vladimir, David Braz, Gustavo Henrique, Cicinho, Chiquinho, Alison, Valencia, Lucas Lima, Geuvânio, Robinho e Ricardo Oliveira.

No banco, Gabriel Gasparotto, Jubal, Victor Ferraz, Caju, Renato, Elano e Gabriel aguardam sua vez.