Resumão da semana do Santos Futebol Clube



Nesta semana, ao contrário das últimas, sobraram notícias boas no Peixe!

Começando pelo anúncio do que o meia Lucas Lima permanecerá no clube para esta temporada.

Continuando com a chegada de 7 reforços para o elenco de Enderson Moreira.

E terminando com a condenação de "má-fé" do atacante Leandro Damião no processo movido pelo atleta contra o Peixe.

Claro que algumas notícias ruins vieram à tona, como um novo empréstimo do ex-presidente Marcelo Teixeira ao clube, algo que o próprio atual presidente Modesto Roma, em época de eleição, considerava uma atitude que "não é saudável para o clube".

Portanto, vamos às notícias!

PRIMEIRA BOA NOTÍCIA da semana é, claro, a permanência do meia Lucas Lima para 2015.

Também com 3 meses de salário atrasado (agora apenas 1, mais o 13º), o meia foi convencido a ficar no clube pelo presidente Modesto Roma, que bateu o pé para a proposta do Torino, da Itália (pelo dobro do que o Santos teria pago por ele), e fez com que o atleta permanecesse.

Vender Lucas Lima seria uma dupla perda para o clube, primeiro pela óbvia perda técnica, e segundo pela grande perda financeira, uma vez que o Peixe possui apenas 10% dos direitos econômicos do meia, e quando vendê-lo lucrará apenas 10% do valor total, mais 20% sobre o lucro do negócio.

Palmas para o presidente.

A SEGUNDA BOA NOTÍCIA da semana foi a oficialização de 7 reforços para a temporada 2015.

O mais recente reforço é o bom goleiro Vanderlei, ex-Coritiba, de 30 anos, que virá emprestado do Coxa até o final do ano.

A torcida coxa-branca lamenta a saída de um ótimo goleiro, que agora será devidamente valorizado no Peixe.

Outro reforço confirmado foi o do zagueiro Werley, vindo do Grêmio, de 26 anos e 1,84m, que também virá por empréstimo até o final do ano.

Ao contrário do goleiro Vanderlei, bastante querido pela torcida coritibana, o novo zagueiro santista foi o 3º jogador mais rejeitado pela torcida gremista em 2014, além de se destacar como um zagueiro rebatedor.

Pelo que tudo indica, Werley e David Braz, atuando lado a lado, serão um desastre.

Mas ainda temos o bom defensor Gustavo Henrique para salvar a pátria.

Aguardemos.

A diretoria santista também oficializou há pouco a contratação, também por empréstimo de 1 ano, do atacante Marquinhos Gabriel, ex-atacante do Palmeiras que atuava desde julho de 2014 no Al Nassr, da Arábia Saudita (razão pela qual ainda readquire sua velha forma física na academia).

Pouco antes de deixar o alviverde, o atacante era considerado "bom jogador" pela torcida palmeirense, que lamentava sua saída na época, conforme podemos ver nos comentários desta notícia.

O problema reside no fato de que Marquinhos Gabriel encontrará forte concorrência no ataque, onde disputará posição com Thiago Ribeiro, Geuvânio, Robinho e Gabriel.

Ao menos teremos boas opções ofensivas para 2015.

Outro contratado foi o meia colombiano Valencia, o qual era admirado por parte da torcida do Fluminense, e julgado por outra parte da torcida como um jogador que "passava mais tempo no departamento médico do que em campo", conforme podemos ver nos comentários desta reportagem e também desta aqui.

Caso os médicos do Santos consigam prepará-lo bem fisicamente, o meia deverá se mostrar bastante útil ao elenco de Enderson Moreira, principalmente para a posição de segundo volante, onde se destaca pela grande força física.

Tal como Valencia, o ex jogador do Fluminense Chiquinho foi contratado.

Este sim foi o mais rejeitado pela torcida do tricolor carioca em 2015.

Com a grande concorrência de Thiago Ribeiro, Geuvânio, Robinho, Gabriel e Marquinhos Gabriel, podem esperar que Chiquinho será o "novo Rildo" da Vila Belmiro.

Porque se existe um termômetro para medir se um jogador é bom ou ruim de bola, este termômetro é sua torcida...

Portanto, não esperem grandes feitos do Chiquinho, apenas muita garra e vontade de jogar futebol, assim como já vimos há poucos anos com o centroavante Bill (ou o atacante simplesmente pode calar a minha boca e se mostrar o novo Neymar, aguardemos).

A surpreendente volta do meia Elano, e com um contrato curto (até o final do Paulista), só não é mais surpreendente do que o fato do meia ter se sagrado campeão indiano com seu clube, além de ter terminado a Liga Indiana como artilheiro, com 8 gols (contra os times de Zico e Del Piero).

Inacreditável, não?

Mas incrível mesmo é o fato do meia ter sido o destaque do treino de ontem, esbanjando qualidade nos passes, dribles e chutes a gol.

Será que, com 33 anos, Elano não é mais aquele "morto em campo" que deixou o clube em julho de 2012?

Espero que nosso ídolo nos traga boas surpresas.

O último contratado até agora foi o centroavante Ricardo Oliveira, de 34 anos, que firmou contrato com o Peixe até o final do Campeonato Paulista.

Antes de ser contratado pelo Santos, o centroavante vivia boa fase no seu clube, Al Jzira, onde marcou 21 gols nas últimas 24 partidas.

Mais surpreendente ainda é o fato de Ricardo Oliveira ter se sagrado o artilheiro da última Liga dos Campeões da Ásia, com 12 gols.

Portanto, podemos afirmar categoricamente que temos no Peixe o artilheiro da Liga dos Campeões asiática e o artilheiro da Liga Indiana.

Nada mal para começar a temporada.

A TERCEIRA BOA NOTÍCIA é a condenação do centroavante Leandro Damião em R$ 100 mil por "má-fé", por ter assinado uma declaração de pobreza, visando não pagar as custas judiciais.

A QUARTA BOA NOTÍCIA mostra o lado positivo das saídas de Aranha, Edu Dracena, Eugenio Mena, Arouca e Leandro Damião: seus salários.

O centroavante recebia na Vila Belmiro R$ 700 mil por mês.

Edu Dracena e Arouca, cada um, recebiam R$ 350 mil mensais.

O lateral Eugenio Mena faturava R$ 270 mil por mês, enquanto o goleiro Aranha custava ao clube R$ 180 mil mensais.

O meia Souza recebia R$ 160 mil mensais no clube.

O zagueiro Bruno Uvini recebia R$ 100 mil por mês, valor próximo ao recebido pelo volante Alan Santos, que faturava mensalmente R$ 80 mil.

Além deles, saíram os zagueiros Neto, Vinicius Simon e Naílson, e os atacantes Jorge Eduardo, Giva e Rildo.

Além deles, o lateral Rafael Galhardo foi emprestado (Grêmio), bem como o meia Pedro Castro (Santa Cruz) e o centroavante da base Stéfano Yuri (Santa Cruz).

O atacante Patito Rodríguez, que deve ser novamente emprestado pelo Peixe, recebe atualmente no clube R$ 200 mil menais, e deve representar mais economia nos cofres do alvinegro.

Somando-se todos esses atletas, o Santos do presidente Modesto Roma conseguiu economizar R$ 2,5 milhões por mês na folha salarial.

Os novos contratados vieram ao clube com salários baixos, como Elano (R$ 60 mil mensais) e Ricardo Oliveira (R$ 40 mil mensais), tendência que deve se repetir para Chiquinho, Valencia, Werley, Vanderlei e Marquinhos Gabriel.

Que desafogo!

A QUINTA NOTÍCIA relevante da semana do Peixe é o fato do clube ainda especular a contratação de alguns atletas.

O mais próximo do alvinegro, por enquanto, é o controverso - bom de bola e de garfo - centroavante Walter, do Fluminense.

Com a contratação do goleiro Vanderlei, o clube ainda prioriza a vinda de um zagueiro, razão pela qual se especula os nomes de Leandro Almeida (Coritiba) e Emerson (Atlético Mineiro).

Um último nome especulado para o momento é do meia Guilherme, do Atlético Mineiro, cujo contrato com o clube mineiro se encerrará no mês de Abril.

O que emperra a vinda do meia atleticano para o Peixe, por enquanto, é o alto valor de luvas pedido pelo atleta, cujo salário beira os R$ 250 mil mensais.

Na SEXTA NOTÍCIA da semana, destacamos todos os atletas que deixaram o Santos até o momento.

São eles: Aranha, Edu Dracena, Naílson, Neto, Vinicius Simon, Bruno Uvini, Eugenio Mena, Rafael Galhardo, Alan Santos, Souza, Pedro Castro, Rildo, Giva e Stéfano Yuri.

O que dá um total de 1 goleiro, 5 zagueiros, 2 laterais, 2 volantes, 1 meia e 3 atacantes.

Lembrando que o lateral Rafael Galhardo (Grêmio), o meia Pedro Castro (Santa Cruz) e o centroavante Stéfano Yuri (Santa Cruz) ainda voltarão ao clube em 2016.

Enquanto o atacante Patito Rodríguez, por sua vez, atualmente no elenco, também deverá ser reemprestado.

A SÉTIMA NOTÍCIA, bastante esperada, é a resposta para a pergunta: afinal, depois de tantas indas e vindas, qual o time titular do Peixe?

Enquanto Caju e Gabriel disputam uma competição sub-20 com a Seleção Brasileira, Alison permanece machucado no Departamento Médico, e Valencia, Ricardo Oliveira e Marquinhos Gabriel readquirem a forma física, o time titular do Santos, que deve iniciar o Campeonato Paulista será o seguinte.

Vanderlei, Chiquinho, Gustavo Henrique, David Braz, Cicinho, Renato, Leandrinho e Lucas Lima, Thiago Ribeiro, Geuvânio e Robinho.

Com todos os jogadores no clube e em forma física perfeita, eu montaria a equipe da seguinte forma: Vanderlei, Caju, Gustavo Henrique, David Braz, Cicinho, Alison, Valencia, Lucas Lima, Geuvânio, Robinho e Ricardo Oliveira (Gabriel).

Como nem tudo são flores, a SÉTIMA NOTÍCIA da semana não é tão boa assim: o ex-presidente Marcelo Teixeira voltou a emprestar dinheiro para o Santos, dinheiro com o qual o clube conseguiu pagar 2 meses de salários atrasados aos atletas.

Fala-se que o ex-presidente não cobrará juros pelo empréstimo de R$ 4 milhões, mas tal operação deverá gerar polêmica nas próximas semanas, visto que o estatuto do clube veda esse tipo de empréstimo sem a aprovação de pelo menos 5 membros do Comitê Gestor, por maioria simples (dos presentes).

Lembrando que o ex-presidente cobra R$ 30 milhões do Santos na Justiça, processo o qual quase levou à penhora da Vila Belmiro.

Muito cuidado com esse tipo de operação, tão perniciosa quanto as trazidas pela Doyen Sports.

Com um presidente eleito majoritariamente por votos de santistas, a Vila Belmiro foi priorizada para a temporada, o que nos leva à OITAVA NOTÍCIA (e última da semana).

Para a primeira fase do Campeonato Paulista, apenas 3 jogos serão disputados fora da Vila Belmiro - 1 no Pacaembu, 1 em São José dos Campos e 1 em São José do Rio Preto.

Todos os outros jogos da primeira fase serão disputados na Vila Belmiro, em Santos, onde residem praticamente 90% das pessoas que elegeram Modesto Roma à presidência do clube (o gramado da Vila, aliás, segue um horror, fruto do não pagamento da empresa que fazia a manutenção do tapete alvinegro - aparentemente já retomado).

Uma pena para a torcida santista que mora em São Paulo, neste momento em que tanto precisamos do apoio da torcida e renda.

Por outro lado, interessante privilegiar os santistas de São José dos Campos e São José do Rio Preto, que terão a oportunidade de ver de perto o alvinegro praiano atuar por aquelas bandas.

Mas quanto aos torcedores santistas de São Paulo, onde não residem os eleitores do atual presidente, Modesto Roma deu um grande passo para trás!

E essas, meus amigos, foram as principais notícias envolvendo o Santos na semana.

Um grande abraço a todos os santistas e até semana que vem!